Ex-atrizes teen surpreendem em ‘Spring Breakers – Garotas Perigosas’

Por Carolina Santos
Garotas fazem travessuras barra-pesada em ‘Spring Breakers’  | Divulgação Garotas fazem travessuras barra-pesada em ‘Spring Breakers’ | Divulgação

Ashley Benson, 23, estrela da série “Pretty Little Liars”, exibida no canal Boomerang, decidiu estrear no cinema do modo mais chamativo possível. Ao lado de Rachel Korine, Selena Gomez e Vanessa Hudgens, ela assume uma postura controversa em “Spring Breakers – Garotas Perigosas”, de Harmony Korine, que acaba de ser lançado diretamente em vídeo no Brasil.

No longa, elas vivem quatro amigas desde o ensino primário que, em busca de financiar férias selvagens na Flórida, assaltam um restaurante com armas de brinquedo. A empreitada dá errado e elas são presas, mas acabam resgatadas por um rapper traficante (James Franco) que as leva para viver situações alucinantes, cheias de vícios e perigos.

Com tal prerrogativa, não surpreende que a produção tenha provocado reações fortes desde sua primeira exibição na competição do Festival de Veneza do ano passado. E sabe de uma coisa? Benson vai gostar se você odiar o filme.

“Harmony apenas queria que as pessoas sentissem algo. Se elas ficarem horrorizadas, isso vai ser incrível. Se amarem, será melhor ainda. É um filme perturbador, mas também muito bonito. Não importa se ele está sendo bem ou mal avaliado. Se falarem dele, já vai ser demais”, diz a atriz.

Benson conta que foi atraída para o papel justamente por ele se contrapor a tudo o que ela já tinha feito antes. “Falei para meu agente que gostaria de interpretar uma garota durona, que lidasse com drogas e violência, e esse roteiro acabou vindo do nada.”

Esses aspectos são os responsáveis por boa parte da polêmica em torno de “Spring Breakers”, já que ninguém estava preparado  para ver um time de princesas recentes de séries da Disney, como Gomez e Hudgens, em tais situações.

“Acho que gostaria de fazer outro filme como esse. Quero trabalhar com um diretor como Harmony e adoraria fazer outro longa independente. Cinema é o que quero fazer no futuro e gostaria de poder fazer algo parecido porque amei essa experiência”, conclui ela.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo