Peça questiona limite entre a vida e o trabalho

Por Carolina Santos
Yara de Noaves e Débora Falabella estrelam ‘Contrações’ | João Caldas/ Divulgação Yara de Noaves e Débora Falabella estrelam ‘Contrações’ | João Caldas/ Divulgação

Após protagonizar uma intensiva mostra com três peças de seu repertório, o Grupo 3 de Teatro apresenta seu experimento mais recente.
“Contrações” (2008), do britânico Mike Bartlett, estreia amanhã dando continuidade à discussão sobre dominação levantada pela trupe nas obras anteriores. O que muda é o ambiente. Saem as relações amorosas, entram as relações de trabalho.
“Esse autor fala de como são as relações humanas em um mundo em que as pessoas são, antes de tudo, trabalhadores”, explica a diretora Grace Passô, do grupo mineiro Espanca!, convidada a puxar a montagem justamente por seu olhar contemporâneo.
Na peça, Yara de Novaes e Débora Falabella vivem chefe e empregada de uma empresa prestes a banir relações afetiva entre funcionários. “A vida pessoal da personagem passa a ser monitorada pela empresa”, diz Falabella.
Iniciados em abril, os ensaios de “Contrações” percorreram oito cidades do interior de São Paulo, sempre apresentados ao público, que interferiu na construção da dramaturgia com comentários.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo