Companhia "Os Satyros" estreia a peça ‘Adormecidos’

Por Carolina Santos
Atores interagem com reflexos nos espelhos | Divulgação Atores interagem com reflexos nos espelhos | Divulgação

A companhia ‘Os Satyros’ ficou marcada por adotar em seus últimos espetáculos um perfil mais performático, aberto a possibilidades e ao inesperado. A ideia agora é inverter esse aspecto com “Adormecidos”, que estreia sexta-feira.

“Em ‘A Praça’ ou ‘Inferno na Paisagem Belga’ o público interagia com o espetáculo, que a cada dia tinha uma montagem diferente. Em ‘Adormecidos’ atuamos no padrão tradicional, fechados em si”, explica o diretor Rodolfo García Vázquez.

O espetáculo é montado a partir do texto do norueguês Jon Fosse, um dos principais dramaturgos da atualidade. Nele, o autor trata de questões delicadas, como a mutação dos relacionamentos amorosos e a questão da morte. “A obra de Fosse é profundamente ligada ao contemporâneo. Ele discute muito  quem somos nós e as nossas angústias de uma forma muito original”, conta Vázquez.

A montagem conta com quatro atores, formando dois casais, que se revezam no palco em um jogo de espelhos que dificulta a interpretação do que é real. O cenário/instalação foi criado pela artista plástica e atriz da peça Luiza Gottschalk.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo