Fim de ‘Breaking Bad’ nos EUA é visto por 10 milhões de pessoas

Por fabiosaraiva
Cena da série "Breaking Bad" | Divulgação Cena da série “Breaking Bad” | Divulgação

Agora acabou. “Breaking Bad” foi para o grande laboratório de metanfetaminas do céu. E há de se concordar que o fim da série, exibido ontem nos EUA para 10,3 milhões de espectadores, foi bem mais satisfatório do que o de “Família Soprano”. Segundo o criador do programa, Vince Gilligan, essa opção foi deliberada.

“Sabíamos que precisávamos colocar todos os pingos nos ‘is’”, disse ele ontem em “Talking Bad”, um programa sobre os bastidores de sua série.

“Em alguns casos, perguntas sem respostas são boas, mas, em um show bem amarrado como este, precisávamos de uma resolução. É uma história que começa com A e termina com Z”, apontou ele.

Atenção para os spoilers: Gilligan também disse que, de certo modo, Walter White teve um final feliz. “Penso na última cena, [Walt] naquele laboratório criado por ele e por Jesse, quase seu próprio bebê. E acho que ele está em paz consigo mesmo. Ele ferrou a vida e sabe disso, mas conquistou aquilo que se propôs conquistar.”

Esta é a verdadeira mensagem de “Breaking Bad”, não é mesmo? Você pode alcançar qualquer coisa, desde que você trabalhe duro e acredite em si mesmo.

A última temporada da série chega ao Brasil no dia 11 no AXN.

Loading...
Revisa el siguiente artículo