Alice Braga e Daniel de Oliveira atuam em "Latitudes"

Por fabiosaraiva
Daniel de Oliveira e Alice Braga em cena de "Latitudes" | Divulgação Daniel de Oliveira e Alice Braga em cena de “Latitudes” | Divulgação

Estreia nesta quarta-feira o filme “Latitudes”, que conta a história da profissional da moda Olívia (Alice Braga) e do fotógrafo José (Daniel de Oliveira), que se conhecem na Europa e, por conta de seus trabalhos, vão construindo um romance conforme se encontram em diferentes cidades do velho continente, América do Sul e Ásia. A novidade que surge no longa é o seu método de exibição, envolvendo internet, TV e cinema.

Criado pelo roteirista e diretor Felipe Braga, “Latitudes” foi inicialmente dividida em oito episódios, de 12 minutos cada, que serão exibidos todas as quartas, a partir das 11h, no YouTube.

Na segunda-feira seguinte, às 22h, o canal à cabo TNT apresenta uma nova versão deste episódio, com cenas da ficção intercaladas com imagens captadas em um ensaio entre os atores e o diretor, em episódios de cerca de 20 minutos.

“Não é um making of. Para a TV fiz uma edição que deixa ainda mais claro o sentido de latitude, que não vem da geografia, mas da questão de os atores interpretarem as diferentes latitudes, ou possibilidades, do texto”, explica Felipe.

Gravado em um mês e meio no começo deste ano, o filme teve um núcleo de equipe enxuto, de nove pessoas, incluindo os dois atores. “[Mesmo assim], a maneira de fazer cinema [em relação a uma grande produção] é igualzinha”, diz Alice. “Fazíamos tudo junto, bem próximos. Essa troca de energia, de conhecimento, está impressa na tela”, afirma a atriz, que também é produtora de “Latitudes”. “Participei desse filme desde o dia um e fui a reuniões em empresas atrás de patrocínio. Fiquei completamente envolvida no projeto”, conta.

Para o cinema, quase nada definido. “Só sei que ele será exibido este ano ainda, mas antes queremos entender a melhor estratégia para lançá-lo”, conta o diretor. “Por ser um método de difusão novo, ainda estamos entendendo a melhor forma de nos comunicarmos com o público”, finaliza.

Loading...
Revisa el siguiente artículo