Expoentes do Manguebeat lançam disco em parceria

Por Carolina Santos
A Nação Zumbi interpretou músicas do Mundo Livre S.A. | divulgação A Nação Zumbi interpretou músicas do Mundo Livre S.A. | divulgação

Os dois precursores do Movimento Manguebeat (criado na década de 1990 que misturou a música de raiz pernambucana ao hip-hop, rock e à eletrônica), Mundo Livre S.A. e Nação Zumbi aceitaram o desafio da gravadora DeckDisc para o novo duelo do projeto “O Embate do Século”.

Se na primeira edição, em 2012, Ultraje a Rigor e Raimundos inverteram os papéis, agora o álbum “Mundo Livre S.A Vs Nação Zumbi” traz cada banda pernambucana interpretando sete dos maiores hits do outro, como “A Cidade”, “Bolo de Ameixa”, “Musa da Ilha Grande” e “Rios, Pontes e Overdrives”.

Após pré-venda pela internet, o disco chega hoje às lojas. Os shows de lançamento serão em São Paulo, dia 17 e 18 de setembro, no Sesc Pompeia, e o disco deve virar turnê ainda esse ano. “A gente voltou àquele clima de amizade que havia no início da cena”, disse Fred Zero Quatro, vocalista do Mundo Livre S.A..

Essa não foi a primeira vez que as duas bandas pernambucanas se uniram. Em 2005, criaram a Orquestra Manguefônica, a pedido do Sesc, para o projeto “Disco de Ouro”. “Embora as duas propostas não tenham ligação, partiu daí, já que a experiência da Orquestra marcou todo mundo”, lembra Fred. “Foi demais resgatar, de certa forma, essa fase memorável, que deixou saudade”, disse.

O trabalho, segundo Fred Zero Quatro, faz parte também das comemorações pelos vinte anos do Manifesto Mangue, lançado por ele em 1992, e do disco “Da Lama ao Caos” (1994), marco do movimento e gravado por Chico Science e a Nação Zumbi.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo