Joss Whedon, diretor de "Os Vingadores", realiza sonho em novo longa

Por Carolina Santos
Ethan Miller/Getty Images Ethan Miller/Getty Images

O diretor Joss Whedon não se importa em ter muito trabalho, principalmente quando é para realizar o desejo de criar a sua versão cinematográfica de uma das peças de Shakespeare. Filmado ao longo de doze dias em sua casa, imediatamente após finalizar “Os Vingadores”, Whedon aparece com a comédia “Muito Barulho por Nada”, que estreia hoje nos cinemas.

Quanto tempo levou para colocar a ideia em prática?

Eu sonhava fazer algo assim há décadas. Sempre pensei que era essa peça que eu gostaria de filmar, mas nunca me senti como se tivesse algo a dizer sobre o texto. E então, em algum ponto bem no final de “Os Vingadores”, tudo mudou. Em um momento pensei: “Oh, sei exatamente o que eu tenho a dizer sobre isso e como eu gostaria de fazer.” Eu tinha uma semana de férias e aproveitei.

 

Como foi esse momento?

Eu me entreguei à escuridão da peça. Há uma enorme quantidade de decepção e drama, e realmente alguns caminhos são terríveis para alguns personagens, mas ao mesmo tempo há uma grande comédia absurda. Tudo começou a fazer sentido, principalmente ligando às situações desagradáveis – a ideia de um casal que é trapaceado por não se amar, e outro que quer ficar junto, mas é impedido.

 

Há um sentido de exibicionismo em usar sua própria casa como um set?

Bem, você sabe, este não é um lugar palaciano. A casa foi projetada por minha esposa, que é arquiteta, e não é como aquelas mansões cheias de pilares. Nós queríamos nos sentir em casa e ao mesmo tempo como esses caras que curtem a vida.

Por que você escolheu filmar em preto e branco?

Parte disso é porque eu queria dar um clima de anos 1960, com todos bêbados o tempo todo. E algumas das decisões nesse filme só poderiam ser feitas muito bêbado. Então, nós queríamos dar um pouco dessa sensação “old-fashioned”. Na parte técnica, também significou que nós poderíamos filmar usando luz artificial quando estivesse escuro e não nos preocuparmos se ficaria diferente.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo