Dos livros para o cinema: ‘Instrumentos Mortais’ é o novo ‘Crepúsculo’?

Por fabiosaraiva
O ator Jamie Campbell Bower em cena do filme | Divulgação O ator Jamie Campbell Bower em cena do filme | Divulgação

“Harry Potter”, “Crepúsculo”, “Dezesseis Luas”… Os livros destinados ao público infantojuvenil ganharam as telonas nos últimos anos e o sucesso foi estrondoso. Por que não continuar com esse modelo? Assim, chega nesta sexta-feira aos cinemas “Os Instrumentos Mortais – Cidade dos Ossos”, dirigido por Harald Zwart (do novo “Karate Kid”) e baseado na obra homônima da americana Cassandra Clare.

A história começa em um clima denso de uma estranha noite em Nova York. Na ocasião, em uma boate, Clary (Lily Collins) testemunha um assassinato, porém, estranhamente, ninguém ao seu lado consegue ver o que acontece. Então ela percebe que é especial e descobre que faz parte do clã “caçadores de sombras”, responsáveis por eliminar demônios em um mundo invisível, repleto de magia, fadas, lobisomens e vampiros – eles estão de volta.

Como praxe, a história deve ter seu mocinho, e o papel fica com Jamie Campbell Bower, o Jace, um meio anjo caçador de demônios. Aliás, esse papel de destaque significa que ele também terá muita dor de cabeça com a imprensa. Em entrevista ao Metro, Jamie brinca sobre seu dia a dia com jornalistas. “É mais ou menos o que eu faço para ganhar a vida. Estou acostumado a me dizerem o que dizer e onde ficar, por isso a minha vida é muito fácil” (risos).

Assim como em outros filmes destinados ao público jovem, “Os Instrumentos Mortais” deve atrair muitos fãs incontroláveis, mas Jamie diz que está preparado. “A palavra fã é uma abreviação da palavra fanático (risos). Olha, eu estou realmente ciente e sou muito grato pelo fato de que, sem as pessoas que leem os livros, eu não estaria dando entrevistas. Então, eles merecem o meu tempo.”

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo