Filme "Tatuagem" conquista troféu de melhor produção no Festival de Gramado

Por Carolina Santos
Elenco de “Tatuagem” recebe o prêmio | Edison Vara/PressPhoto Elenco de “Tatuagem” recebe o prêmio | Edison Vara/PressPhoto

 

Algumas premiações já eram esperadas na noite de sábado, quando foram anunciados os vencedores da 41a edição do Festival de Cinema de Gramado. “Tatuagem”, de Hilton Lacerda, foi o melhor filme da mostra nacional (e Irandhir Santos o ator), enquanto Maria de Medeiros garantiu o principal prêmio da seleção estrangeira para  o  seu emocionante “Repare Bem”.

Já o curta “Acalanto”, do maranhense Arturo Sabóia, teve méritos o suficiente para levar seis Kikitos, a maior concentração de prêmio deste festival.

Mas enquanto o júri da mostra brasileira optou por diluir os prêmios (todos os filmes ganharam algum Kikito), os jurados da competição de filmes latinos surpreenderam por consagrar o arrastado colombiano “Cazando Luciérnagas”,  que ficou com prêmios como direção, roteiro, fotografia e atriz. A produção literalmente atropelou “A Oeste do Fim do Mundo”, de Paulo Nascimento,  que merecia levar prêmios como fotografia e roteiro. Também foi completamente esquecido o argentino Victor Laplace e sua saga sobre Perón.

Outra premiação difícil de entender foi a de melhor direção para jovem dupla Dida Andrade e Andradina Azevedo. Num festival que tinha Hilton Lacerda, Lina Chamie e o veteraníssimo Domingos Oliveira como concorrentes, a aposta em diretores estreantes pareceu injusta.

 

Captura de Tela 2013-08-18 às 19.12.13

Loading...
Revisa el siguiente artículo