Universidades brasileiras se mobilizam contra a covid-19

Por Metro Jornal

Principais responsáveis pelas pesquisas no país, as universidades públicas estão fechadas, mas não paradas. As instituições estão direcionando recursos financeiros e humanos para ajudar no combate à pandemia da covid-19.

Segundo o Ministério da Educação, as federais já realizaram mais de 1,5 mil ações relacionadas ao novo coronavírus. O Metro Jornal traz algumas dessas iniciativas.

Patente liberada

A UFPB (Universidade Federal da Paraíba) produziu respirador com custo estimado de matéria-prima de R$ 400 – que é até 37,5 vezes mais barato do que os disponíveis no mercado. O modelo tem  touch-screen, conectividade wireless e pode ser operado por celulares. A patente foi liberada com licença gratuita.

Veja mais aqui.

Respirador de baixo custo e novos testes

Na Escola Politécnica da USP (Universidade de São Paulo) – que é estadual e não federal – foi lançado o projeto Inspire, que criou ventilador pulmonar aberto de baixo custo, produzido em até 2 horas e com insumos de fácil acesso. O modelo já passou no teste com pacientes.

O Instituto de Biociências da USP desenvolveu três métodos de testagem que esperam a conclusão de padronização. Um deles reduz o tempo do resultado de 8 horas para 4 horas.

Ciência didática

Na UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso), pesquisadores de diferentes áreas desenvolveram um livro infantil (em português, inglês e espanhol) sobre a covid-19. De forma didática e lúdica, os autores contextualizam conceitos da microbiologia, falam da origem do vírus, as formas de contágio, os sintomas da doença e os meios de prevenção.

Oficina aberta

Professores e estudantes da Ufes (Universidade Federal do Espirito Santo) estão consertando equipamentos hospitalares de unidades públicas e filantrópicas em laboratórios do curso de engenharia.

Literatura no isolamento

Na UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), o projeto Compartilhando Leituras, do CFCH (Centro de Filosofia e Ciências Humanas), está promovendo o concurso literário “Produções em Tempo de Isolamento”. As cinco melhores produções serão incluídas em e-book. No fim da pandemia, os autores serão convidados para uma mesa redonda.

EPI na impressora 3D

Diversas instituições da Bahia, como a Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, se uniram para produzir protetores faciais em impressoras 3D e doá-los aos profissionais de saúde. O projeto tem sido bancado por uma vaquinha virtual e já passou da meta de distribuir 4 mil itens.

Saiba mais aqui.

Quadrinhos que ensinam

Equipes de dois projetos de extensão da UFABC (Universidade Federal do ABC) uniram ciência e histórias em quadrinhos com o objetivo de oferecer informações confiáveis e combater fake news. As HQs se baseiam em estudos científicos e informações dos órgãos oficiais e são divulgadas nas redes sociais.

Confira aqui.

Pequeno engenheiro

Com o projeto Engenheiros da Infância, estudantes da UFG (Universidade Federal de Goiás) usam o Instagram para ensinar como as crianças podem construir seus próprios brinquedos nessa quarentena.

Veja no Instagram do projeto.

As universidades já produziram nesta pandemia:

  • 992,8 mil litros de álcool gel
  • 912 mil de álcool líquido
  • 162,9 mil protetores faciais
  • 85,5 mil máscaras de pano

Os hospitais universitários já disponibilizaram  para tratamento  da covid-19:

  • 2.228  leitos normais
  • 489 leitos de UTI
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo