Como falar de redução de despesas com as crianças

Famílias afetadas financeiramente devido às medidas de isolamento social, impostas pela pandemia do novo coronavírus, devem conversar com as crianças sobre as reduções de despesas da casa

Por Canguru News

A redução de despesas devido à diminuição de renda, provocada pelas medidas de isolamento social para contenção do novo coronavírus, é uma realidade que já afeta inúmeras pessoas que trabalham em atividades autônomas. Muitas delas, inclusive, viram sua renda cair a zero no último mês. Da mesma forma, muitos empresários já não contam com o faturamento de suas empresas. O endividamento aterroriza muitas famílias. E, no meio desse turbilhão, as crianças são impactadas, uma vez que os hábitos de consumo da família também precisam mudar. Mas como conscientizá-las da situação financeira da casa?

Uma aula sobre economia não é o melhor caminho para explicar para as crianças o que está acontecendo. "Elas não têm como compreender conceitos como queda da renda, custos fixos, queda do nível de atividade econômica ou recessão", explica Carlos Eduardo Freitas Costa, formado em Ciências Econômica e especialista em educação financeira, de Belo Horizonte. Ele diz que tampouco adianta reclamar da pandemia para os filhos, pois há um limite de maturidade e de compreensão da realidade que impede que as crianças entendam o assunto. Mais interessante é tentar mostrar com clareza quais serão os impactos no dia a dia da família – e, assim, introduzir o tema de finanças para todos os membros da casa. Abaixo, o especialista dá orientações para os pais sobre como lidar com a diminuição do orçamento familiar.

Leia também: O coronavírus pode ser uma excelente oportunidade de aprendizado

Dicas para envolver as crianças nas medidas de redução de despesas da casa

  1. É importante que os adultos tenham clareza sobre quais serão as medidas que precisarão ser adotadas em casa. Mostrar despreparo ou desespero pode amedrontar as crianças.
  2. Realizar um levantamento do orçamento doméstico pode ajudar nesse sentido, colocando na ponta do lápis ou na planilha eletrônica todos os possíveis rendimentos e todas as despesas. Além disso, vale levantar todas as medidas necessárias para se manter o equilíbrio no orçamento.
  3. Atenção para como será feita a comunicação dessas medidas que implicarão na redução de despesas. Não é necessário falar de cifras e valores, e nem é recomendado. Segundo alguns especialistas, toda criança tem o que se chama de “síndrome de João e Maria”, ou seja, um medo da privação ou empobrecimento. O melhor é explicar as mudanças na rotina. Medidas concretas como suspensão de atividades extracurriculares ou cortes no plano de TV por assinatura devem ser anunciadas.
  4. É preciso aceitar que as crianças protestem e mesmo fiquem frustradas. O importante nesse momento é que elas saibam que seu sofrimento está sendo reconhecido pelos pais e que contam com a sua compreensão. Isso pode ajudar, inclusive, na sua preparação para o futuro. Para a educadora Cássia D’Aquino, as crianças conseguem lidar com a desistência de férias, com o corte da TV a cabo ou com a diminuição das atividades de lazer. Podem ficar irritadas, podem chorar, mas são capazes de lidar com essas mudanças. Segundo ela, o que as crianças não conseguem é lidar com o fato de os pais estarem perdidos no meio da situação.
  5. Cumprir o que foi determinado também é fundamental. Não adianta falar em reduzir os gastos e continuar pedindo comida fora. Isso pode confundir as crianças.

Leia também: Será que o prejuízo acadêmico das crianças deve nos preocupar agora?

Por mais que o momento seja complicado para muitas famílias, Carlos Eduardo afirma que essa pode ser uma excelente oportunidade de aprendizado para todos, e que acabará resultando em um futuro mais equilibrado para as crianças. "Todo pai tem como sonho maior ver seu filho se realizar. E se ele for um adulto bem-educado financeiramente terá mais facilidade para alcançar seus próprios objetivos", declara o especialista.

Quer receber mais conteúdos como esse? Clique aqui para assinar a newsletter da Canguru News. É grátis!

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo