Doria e Covas vão discutir possível 'endurecimento' da quarentena em São Paulo

Por Metro Jornal com BandNews FM

Em entrevista exclusiva à rádio BandNews FM, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), reconheceu nesta quarta-feira (29) que, se os números da taxa de isolamento não melhorarem em algumas cidades, como a própria capital, as medidas de restrição podem ser endurecidas.

O assunto será tratado logo mais em reunião com o prefeito Bruno Covas. Doria, no entanto, não quis adiantar o que seria esse "endurecimento" das regras. O Estado de São Paulo concentra o maior número de mortes no país – 2.049 óbitos, segundo o balanço mais recente –, com o epicentro na capital.

Veja também:
Uso de máscara no transporte passa a ser obrigatório em Osasco
São Paulo tem novos bloqueios no trânsito para informar sobre covid-19

No dia 8 de maio, o governo paulista vai anunciar novas medidas e, ao que tudo indica, apenas os municípios que conseguirem boas taxas de isolamento é que terão, a partir do dia 11, as medidas de restrição afrouxadas. O Plano São Paulo vai classificar a situação das cidades em três estágios – verde, amarelo e vermelho – dependendo do número de casos, novos infectados e condições do sistema de saúde.

O governador disse ser "inacreditável" que metade da população paulista continue desrespeitando o isolamento social e afirmou que o mais importante é proteger vidas. De acordo com os últimos dados, a taxa de isolamento no estado está em 48% – abaixo dos 50%, meta para que haja uma flexibilização das regras, e muito longe dos 70%, índice que seria o ideal para evitar um colapso do sistema de saúde.

Loading...
Revisa el siguiente artículo