Pais exaustos na quarentena: saiba como melhorar esse quadro já

O desgaste pode provocar discussões entre o casal e as crianças, mas elas podem ser evitadas por meio de medidas simples

Por Canguru News

As demandas do trio trabalho-casa-filhos impostas em tempo integral na quarentena têm deixado mães e pais exaustos. Se você tem filhos pequenos em casa é bem provável que esteja se sentindo assim. Não é fácil trabalhar de home office e atender aos chamados das crianças a cada 30 segundos ou algo parecido a isso. “Sei o quanto é frustrante não conseguir escrever a resposta de um e-mail, do início ao fim, sem ser interrompido três vezes”, diz a educadora portuguesa Magda Gomes Dias.

Ela relata que, de alguma forma, a liberdade de movimentos foi confiscada. Os pais não têm tempo para ficar sozinhos, para trabalhar com tranquilidade e ter prazer naquilo que fazem, nem para namorar sem filhos por perto. E esse desgaste pode fazer com que não consigamos gerir de forma satisfatória o cansaço, as emoções e o modo como nos relacionamos uns com os outros. Em alguns lares, tal situação tem provocado discussões, discórdias e gritos entre o casal e também entre os filhos.

Leia também: O coronavirus pode ser uma excelente oportunidade de aprendizado

Diante desse cenário, o que fazer? Esperar que passe pode não ser uma boa ideia visto que não sabemos quando que isso vai acontecer. É preciso agir já, afirma a educadora. "Ninguém merece viver conflitos atrás de conflitos, ninguém merece estar extenuado ao ponto que muitos estão", relata Magda. Mas sem podermos sair de casa e tendo que cuidar dos filhos, acompanhá-los nas lições da escola, cozinhar e fazer limpeza, quais seriam as alternativas?

Assegurarmos o essencial. Antes de mais nada, avaliar se é o caso de pedir ajuda profissional, para pensar em estratégias de relação com a família. E se a resposta for afirmativa, quanto mais cedo procurar ajuda, melhor. "Chegamos, tantas vezes, a um momento em que a vivência e a convivência se tornam tão difíceis que dar o primeiro, o segundo e o terceiro passo passam a ser passos gigantescos. Então, deixemos o ego de lado, e peçamos ajuda", alerta a portuguesa.

Leia também: O que você diz sobre o seu filho (ou para ele) pode influenciar seus pensamentos e suas atitudes

Depois, é importante descansar. Mesmo que os pais estejam exaustos, eles não resistem a ficar horas nas redes sociais e em frente à TV. Sim, sabemos que é para relaxar, mas deve-se levar em conta que isso pode prejudicar o sono e dormir o número de horas suficientes é fundamental para estarmos mais descansados no dia seguinte. "Eu sei que você sabe disso, mas precisa fazê-lo", destaca a educadora. Ela lembra que quando estamos descansados, temos mais paciência, mais jogo de cintura e conseguimos tomar boas decisões para lidar com as situações que surgem nestes novos dias, e perceber que nem todas são assim tão intensas e dramáticas. "Muitas são apenas, e só, o reflexo de um olhar que acusa uma fadiga por estarmos a viver circunstâncias fora do comum", diz Magda.

Outro cuidado essencial diz respeito à alimentação. Aumentar o consumo de legumes, por exemplo, e alimentos da época, porque são os mais saudáveis, com menos agrotóxicos. Por estarmos em casa, tendemos a comer e beber todos os dias como se fosse o fim de semana. Só que isso sobrecarrega o organismo e pode interferir no cansaço físico, deixando-nos com menos energia. Logo, com menos capacidade para gerir emoções, menos paciência, mais explosões de raiva, muita frustração. Uma bola de neve que pode tomar grandes dimensões. Então, o que você está esperando para focar apenas no que é essencial? Mude esse quadro já.

Quer receber mais conteúdos como esse? Clique aqui para assinar a nossa newsletter.

Loading...
Revisa el siguiente artículo