Com coronavírus, prefeito de São Bernardo deixa UTI: ‘Achei que não sairia dessa’

Por Rádio Bandeirantes

O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), infectado com o novo coronavírus, deixou a Unidade de Terapia Intensiva no último domingo, 6, após uma semana internado com sintomas fortes da covid-19.

Em entrevista a José Luiz Datena, na Rádio Bandeirantes, o tucano revelou que usou a cloroquina e outros medicamentos para tratar os problemas causados pelo novo coronavírus.

“Meu caso ficou bastante grave, entre terça e quarta eu achei que não saía dessa pela falta de ar. Eu nunca tinha sentido uma coisa tão ruim. A pior coisa é você puxar o ar e ele não vir, mesmo com o oxigênio no nariz, não conseguia respirar. Tomei a cloroquina e outros medicamentos, na sexta-feira tive uma sensível melhora, e ontem me tiraram da UTI”, disse o prefeito.

Veja também:
Prefeitura de SP interdita 46 estabelecimentos durante isolamento
Quarentena em São Paulo será estendida até o dia 22 de abril

Ainda no quarto, tomando medicação intravenosa, Orlando Morando espera terminar a recuperação para voltar a trabalhar na prefeitura da cidade e disse que o momento é de focar no combate a rápida contaminação do vírus.

“A gente viu um debate sobre a volta do comércio, e eu tenho a convicção que se alguém acha que a economia é mais importante do que cuidar da saúde, eu recomendo que pessoa tente segurar o ar e ficar contando dinheiro. É uma questão humanitária. Agora é pensar nas pessoas, eu passei muito mal, e a gente não pode medir consequência para ajudar os que precisam de saúde, e depois estar ao lado daquele que precisar o suporte para a luz, água, não faltar comida. Mas, a saúde é imprescindível”, completou.

Veja a entrevista completa de Orlando Morando:

Loading...
Revisa el siguiente artículo