Japão proíbe entrada de pessoas vindas de 22 países

Por Portal da Band, com Rádio Bandeirantes

O Japão tinha tudo para ser um dos países mais afetados pelo coronavírus no mundo: 127 milhões de pessoas dentro de uma ilha estreita, com pouco menos de 380 mil quilômetros quadrados.

Leia mais:
Covid-19: Prefeitos ameaçam ir à Justiça contra fim de isolamento
Fiocruz lidera ensaio clínico da OMS para avaliar medicamentos de tratamento da covid-19

Até o momento, os japoneses não aparecem nem no top-​20 do ranking mundial da contaminação por Covid-​19. São apenas 46 mortes e 1370 casos confirmados.

São apenas dez focos de Covid-​19 em toda a ilha e a medida mais enérgica tomada pelo primeiro-​ministro Shinzo Abe, além do adiamento dos Jogos Olímpicos para 2021, foi a proibição de estrangeiros de 22 países.

A partir desta sexta-​feira, 27, pessoas vindas de vinte e uma nações europeias além do Irã não podem entrar no Japão. E a partir deste sábado, 28, até japoneses que tenham passado pelo Sudeste Asiático e pelo Oriente Médio, devem ficar em quarentena por duas semanas, como já ocorre com quem vem da China e da Coreia do Sul.

A Rádio Bandeirantes também procurou a Embaixada do Brasil no Japão para saber se existe algum tipo de cooperação prevista no combate ao coronavírus. Em nota à RB, a Embaixada brasileira informa que tomou a iniciativa de discutir propostas com o Japão e que a expectativa é positiva, porém ainda não há um cronograma definido.

O mais provável é que a cooperação seja na área da pesquisa, como ocorreu em 2016, no desenvolvimento de testes de diagnóstico rápido durante a epidemia de zika vírus.

Loading...
Revisa el siguiente artículo