Coronavírus não foi criado em laboratório

Por Metro Jornal

O novo coronavírus (Sars-CoV-2) surgiu de mutações na natureza e não foi criado em laboratório manipulando o vírus Sars. É o que aponta um grande estudo realizado por pesquisadores do Scripps Research Institute e publicado na revista especializada Nature Medicine.

“Em meio a uma emergência sanitária global da covid-19, é compreensível entender o porquê é importante conhecer a origem da pandemia. Entender detalhadamente como um vírus animal fez um salto de espécie para infectar o homem de maneira tão eficaz nos ajudará a prevenir eventos similares no futuro”, escreveram os especialistas.

Analisando as características genéticas do Sars-CoV-2, “não acreditamos que seja plausível qualquer cenário que leve à criação em laboratório”, pois ele tem características “incontestáveis” de vírus natural.
Segundo a equipe pesquisadores, que inclui especialistas norte-americanos, britânicos e australianos, agora
é preciso descobrir em qual etapa ele desenvolveu características tão específicas e próprias – se quando invadiu o hospedeiro ou apenas depois de contaminar os humanos.

Recentemente, diversas teorias conspiratórias acusavam a China de ter criado o vírus propositalmente em laboratório. Por conta disso, várias crises diplomáticas aconteceram – inclusive com o governo brasileiro.

Nesta uarta-feira, um vídeo publicado pela emissora italiana RAI em 2015 foi divulgado nas redes sociais dos
italianos, voltando a causar uma onda de medo. Nas imagens havia a informação de que os chineses estavam
criando um vírus para testes em animais e para analisar as reações dos ratos e morcegos.

O governo italiano prontamente reagiu negando a informação falsa. Afinal, o governo chinês tem sido um dos maiores apoiadores da Itália no combate à epidemia.

Loading...
Revisa el siguiente artículo