Em quarentena, São Paulo reduz pela metade frota de ônibus

Número de passageiros caiu em 75% na terça (25), segundo a SPTrans

Por Metro Jornal

Os moradores da cidade de São Paulo que dependem do transporte público mesmo durante a quarentena vão reparar um número expressivamente menor de ônibus municipais a partir desta quarta-feira (25). A prefeitura da capital decidiu tirar de circulação quase metade da frota de coletivos.

A justificativa é que, com aulas paralisadas na rede pública e privada, comércios e serviços fechados e muitas pessoas trabalhando em casa, o número de passageiros no sistema de ônibus despencou. Na terça-feira (24), foram 75% a menos de usuários do que a média.

Veja também:
TJ-SP derruba liminar que proibia cultos religiosos em São Paulo
Loterias da Caixa têm alterações devido ao novo coronavírus

A redução da frota será de 45%, relativo a 6,12 mil coletivos dos 13,6 mil em circulação. No sistema noturno, 211 dos 430 ônibus vão atender todas as linhas do horário alternativo. "A prioridade neste momento é manter o transporte disponível àqueles que prestam serviços essenciais na cidade e evitar a circulação desnecessária nas ruas da cidade", diz nota.

Na semana passada, a SPTrans suspendeu as cotas do Bilhete Único Estudante em razão da suspensão das aulas – estudantes da área da saúde não foram afetados pela medida.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo