Como o coronavírus pode afetar as pessoas com asma

Por Luís Cunha

Entre as doenças pulmonares crônicas, está a asma, uma inflamação nos brônquios que impede que o ar entre normalmente nos pulmões.

“Pacientes com asma infectados por coronavírus provavelmente terão maior descompensação da sua doença, como ocorre com outros vírus respiratórios”, disse ao jornal digital 20minutos Marina Blanco, pneumologista e coordenadora da área de asma da Sociedade Espanhola de Pneumologia e Cirurgia Torácica.

 

A ação do coronavírus

O covid-19 pode agravar os sintomas habituais da asma, especialmente se esta doença crônica não for controlada. No entanto, isso não significa que seja caso de hospitalização.

Segundo Marina, “os critérios para hospitalização dependem do grau de envolvimento clínico do paciente. Um asmático que está bem controlado de sua doença e o contágio do coronavírus produz um quadro banal não precisa ser internado, mas a sua evolução deve ser acompanhada de perto”.

 

As recomendações para pacientes asmáticos

Um paciente com asma não tem mais probabilidade de contrair a doença, mas, devido à epidemia, é preciso seguir uma série de recomendações.

O mais importante é tomar o medicamento básico e, no que diz respeito ao gerenciamento da descompensação da asma, proceder da mesma maneira que em qualquer crise.

A realização diária do tratamento de manutenção da doença, conforme prescrito pelo médico, além de um controle básico adequado, ajudará a reduzir o risco de descompensação causada por qualquer vírus respiratório, incluindo o coronavírus.

Use o inalador de alívio caso os sintomas da asma piorem.

 

Leia também

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo