Metrô de São Paulo e CPTM restringem acessos e afastam funcionários

Por Metro Jornal

A partir desta terça-feira (24), estações do Metrô de São Paulo e da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) manterão fechados os acessos secundários as suas dependências. O objetivo é adaptar o espaço de circulação após forte queda no número de passageiros.

Com o agravamento do número de casos de covid-19 (doença causada pelo novo coronavírus) no Brasil, em especial no estado de São Paulo e na capital paulista, a frequência de pessoas no transporte metropolitano caiu 62%.

Veja também:
Quarentena em São Paulo: as 46 atividades essenciais que seguirão abertas
João Doria e secretário da Saúde testam negativo para coronavírus

Segundo o secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, 41% do quadro de funcionários foi afastado por fazer parte do grupo de risco do coronavírus. Dados foram divulgados em entrevista ao telejornal “Bom Dia SP”, da TV Globo.

As medidas vão valer por tempo indeterminado, podendo ser reavaliadas conforme a eficácia dos trabalhos de prevenção ao coronavírus. A restrição de fluxo era um dos pedidos do Sindicato dos Metroviários de São Paulo, divulgados na sexta-feira (20).

Loading...
Revisa el siguiente artículo