Pacientes com coronavírus fogem de hospitais, furam quarentena e viram caso de polícia no Brasil

Por Band.com.br

Coronavírus, polícia e Justiça: casos de pacientes com Covid-19 que fogem de hospitais ou não cumprem o isolamento começam a chegar às delegacias do país

Na última terça-feira, 17, na cidade gaúcha de São Borja, a polícia rodoviária deteve um casal com coronavírus que fugiu do hospital em um caminhão. Os dois devem responder pelo crime de desobedecer à ordem do governo para conter a doença.

Nos últimos dias, houve outros casos parecidos. Em Brasília, um advogado, mesmo com a mulher já com Covid-19, continuou circulando até ser diagnosticado com o coronavírus.

Na Bahia, um empresário pode ser denunciado pelo Ministério Público porque participou de festas em uma praia do litoral sul. Ele negou que soubesse que tinha a doença.

“Para situações extremas, medidas extremas. Essa é uma atuação que o Estado deve ter porque o que está em jogo é a saúde de todos”, explica Paulo Moreno Carvalho, procurador-geral da Bahia ao Jornal da Band.

Prisão e multas

Nesta semana, o governo anunciou uma portaria que prevê até 1 ano de prisão e multa para quem descumprir determinações médicas de quarentena ou internação.

Além disso, se houver prejuízo ao Sistema Único de Saúde (SUS), a Advocacia-Geral da União (AGU) vai à Justiça para que o gasto seja compensado.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo