Quanto tempo o coronavírus sobrevive no metrô e em um táxi?

Por Luís Cunha

Metrô e táxi. Esses dois transportes públicos foram escolhidos ​​pelo infectologista Guillermo Prada para entender o perigo e a dimensão do novo coronavírus.

“O vírus pode durar até três dias em superfícies sólidas, seja de metal, vidro ou plástico”, afirmou em declaração ao portal Pulzo. “Portanto, se tocarmos em superfícies contaminadas pelo vírus, seja uma mesa, uma grade, uma maçaneta […], tudo isso pode ter vírus.”

“Se alguém não sabe que tocou uma superfície potencialmente contaminada e não limpa imediatamente as mãos ou usa álcool em gel, pode contrair a doença.”

Ele também disse que existem estudos que mostram que o vírus pode durar no ar por até três horas depois que uma pessoa tossir. “Por exemplo: se eu entrar em um táxi e duas horas atrás uma pessoa com coronavírus estava tossindo e não tenho proteção, o vírus pode me infectar”, alertou.

 

Leia também

Coronavírus: este vídeo mostra como o sabão afasta todos os vírus, incluindo o covid-19

 

Vias de acesso ao corpo humano

O infectologista lembra que o vírus entra no corpo humano através da boca, do nariz e dos olhos. Portanto, a principal recomendação é o distanciamento entre pessoas, o qual ele descreveu como “crucial”. “Eu posso usar uma máscara facial, mas o vírus pode estar pelos meus olhos.”

“O pior ainda está por vir”, continuou Prada. A pandemia está crescendo em um ritmo preocupante e, infelizmente, a sociedade não é obcecada com as regras de higiene necessárias para contê-la.

 

Leia também

Loading...
Revisa el siguiente artículo