Decreto libera licitação e o ‘confisco’ de bens contra o coronavírus

Por Metro Jornal

A cidade de São Paulo entrou nesta terça-feira oficialmente em estado de emergência para conter a disseminação do novo coronavírus. O decreto publicado no Diário Oficial determinou que a prefeitura pode fazer compras emergenciais sem abrir licitação e também requisitar bens e serviços de pessoas e empresas.

Entre outras medidas, o texto também oficializou a suspensão por tempo indeterminado do rodízio de veículos e de eventos privados que dependam de alvará. São Paulo tem hoje 156 casos confirmados e registrou ontem a primeira morte por covid-19 no país.

O número de casos da capital representa 95% do total registrado no estado (164) e 53,6% do total contabilizado até ontem no Brasil (291). Com o decreto, o funcionamento de serviços municipais foi alterado. O governo do estado e instituições públicas e privadas também determinaram mudanças.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo