Em meio ao coronavírus, bancos de sangue em São Paulo estão quase vazios

Por Metro Jornal

Os bancos de sangue que atendem a rede pública de saúde em São Paulo estão com apenas 40% da reserva necessária, de acordo com o Centro de Contingenciamento do novo coronavírus.

Em coletiva de imprensa na tarde desta terça-feira (17), o infectologista David Uip afirmou que os bancos de sangue estão praticamente vazios e que a quantidade atual deve durar no máximo uma semana, insuficiente para enfrentar a pandemia.

Veja também:
Coronavírus: saiba como fazer compras no supermercado sem correr riscos
Coronavírus: hospitais de São Paulo e do Rio têm profissionais de saúde infectados

A equipe médica também fez um apelo para que a população continue doando sangue, afirmou que os homocentros são esterilizados constantemente e não apresentam risco em relação ao coronavírus.

Os tipo de sangue que mais estão em falta são O+, O-, A- e B-. Para doar, os requisitos são ter entre 16 e 69 anos, estar em boas condições de saúde e pesar mais de 50 kg. Também é recomendável que se evite alimentos gordurosos 4 horas antes e bebidas alcoólicas 12 horas antes da doação.

Clique aqui para ver os endereços dos homocentros e outras restrições.

Loading...
Revisa el siguiente artículo