Quadrilha é presa acusada de vender remédio falso contra câncer

Por Metro Jornal

Uma operação da Polícia Civil prendeu nesta terça-feira (17) em São Paulo cinco pessoas que vendiam remédios falsos. Eles simulavam um medicamento destinado a pacientes com câncer de intestino e estômago.

Entre os detidos estão um farmacêutico e empresários. O remédio era vendido para hospitais de vários estados com notas fiscais falsificadas.

 

Veja também:
Moro comenta suspensão de visitas nos presídios: ‘para prevenir a contaminação’
Procon faz operação contra abusos na venda de álcool em gel e máscaras em SP

De acordo com a Polícia Civil, a investigação teve início no Piauí há um ano e meio, quando um paciente reclamou não sentir os efeitos colaterais do medicamento. O laboratório foi questionado e negou que o lote fazia parte da produção. A empresa também negou a venda do produto para a empresa revendedora, sediada em São Paulo.

As prisões são temporárias e os detidos podem responder por comercialização de medicamento falsificados e associação criminosa. Também foram apreendidas notas fiscais e anotações do grupo, que prestará depoimento ao DHPP (Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa) durante a tarde.

Loading...
Revisa el siguiente artículo