Vai dar caldo

Por fabiosaraiva

rose-guglielminettiO governador Geraldo Alckmin (PSDB) virá na sexta-feira a Campinas para inaugurar a 2ª Delegacia Seccional de Campinas. Uma boa notícia. Porém, alguns vereadores já estão com a pulga atrás da orelha porque ouviram falar que a partir do ano que vem quatro distritos – 2º, 8º, 11º e 9º – serão fechados. A demanda deles seria absorvida pela nova delegacia. Um dos parlamentares que não gostou foi o vereador Zé Carlos (PMDB). Ele vai fazer uma moção pedindo para que o tucano mantenha os distritos. “O morador do Padre Anchieta terá que sair de lá para fazer um BO no Jardim Londres. Isso não pode ocorrer”, disse o peemedebista. Outro que foi à tribuna foi o vereador Thiago Ferrarri (PTB) que criticou o déficit de policiais para a nova delegacia. Segundo ele, são necessários 240 servidores e no novo local terão apenas 80. “E esses serão retirados de outros departamentos da Polícia. Isso significa que vai ter uma redução”, disse o petebista. Alckmin, que esteve em Americana, garantiu que haverá funcionários para a nova delegacia.

O fato é que o assunto levou até tucanos para a tribuna. E eles reconheceram que a segurança pública é um problema que deve ser resolvido. Artur Orsi (PSDB) classificou como um despropósito o governador enviar R$ 80 milhões para a construção de um teatro enquanto a Seccional vai funcionar de maneira provisória. Ele até disse que houve um aumento de efetivo de soldados da PM, mas ressaltou que ainda é pouco. O tucano chegou a incentivar uma caravana com os 33 vereadores para São Paulo. O alvo? O secretário Estadual de Segurança, Fernando Grella.  Foi uma surra grande. Mas esperamos que as críticas não fiquem só na teoria, já que estamos em um ano eleitoral.

Rose Guglielminetti escreve no Metro Jornal de Campinas


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo