Braço direito de Paes é cotado para o Ministério do Esporte

Por Carolina Santos

rodolfo-schneider colunistaRodolfFiéis à presidente Dilma Rousseff durante toda a eleição, o governador Luiz Fernando Pezão e o prefeito Eduardo Paes foram à Brasília fazer alguns pedidos em retribuição ao apoio. Dizem que um deles foi a indicação para a vaga de Ministro do Esporte já que a Olimpíada de 2016 será aqui. Com isso, o Rio teria um forte parceiro no Governo Federal na reta final das obras e o titular da pasta teria bastante visibilidade.

Alguns apostam no deputado federal Pedro Paulo, braço direito de Paes e pré-candidato à prefeitura em 2016. Outros não descartam o nome do ex-governador Sérgio Cabral.

Ritmo forte. Por falar em Olimpíada, veja essa foto ao lado das três arenas multiuso que estão sendo construídas no Parque Olímpico, na Barra da Tijuca. A Arena 3 já está na fase de montagem da cobertura. Nessas três estruturas, vão acontecer as competições de basquete, esgrima, taekwondo, judô e outras lutas. Depois da Olimpíada, serão mantidas e servirão de Centro de Treinamento para atletas.

Sem Casa, sem vida. Essa invasão de traficantes num conjunto de 11 prédios do programa “Minha Casa, Minha Vida”, em Guadalupe, é só a ponta do iceberg. Segundo informações da Polícia Civil, são incontáveis os conjuntos populares que estão sob domínio de traficantes ou de milicianos. Quem não aceita as ordens é expulso e perde o apartamento. Hoje, raros são os edifícios do programa federal onde impera a paz.

Por falar em milícia… Atualmente, a cada 10 homicídios que acontecem na cidade do Rio, quase cinco são na zona oeste: 44% dos assassinatos acontecem na região, dominada basicamente pelas milícias.

Intrigante. Em entrevista assim que assumiu provisoriamente a PM, o comandante-geral da corporação, Íbis Pereira, afirmou o seguinte ao falar da limpeza nos quadros da polícia, antes de assumir em janeiro o chefe efetivo, Pinheiro Neto: “É o que São João Batista fez com Jesus, pacificar o caminho para o Salvador. O meu papel é ser uma espécie de João Batista para o Pinheiro.” De bate-pronto, um delegado da ativa me escreveu: “Ele esqueceu de dizer que João Batista teve a cabeça cortada e Jesus foi crucificado. Será que é esse o futuro deles?”. Com certeza, não. A gente fica na torcida para que a limpeza na Polícia Militar dê certo.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo