Arena da Olimpíada vai ser desmontada e virar quatro escolas públicas

Por fabiosaraiva
As fundações da Arena de  Handebol estão em fase final  de conclusão. A previsão de  término da obra é no final de  2015 e a capacidade será  para 12 mil pessoas. As fundações da Arena de Handebol estão em fase final
de conclusão. A previsão de término da obra é no final de
2015 e a capacidade será para 12 mil pessoas.

Algumas arenas usadas em 2016 serão temporárias e retiradas após os Jogos, como o Parque Aquático e a Arena de Handebol, ambas no Parque Olímpico, na Barra da Tijuca. Mas essa última tem uma peculiaridade: a estrutura será toda com vigas e pilares metálicos. Após os Jogos, será desmontada e transformada em quatro escolas municipais, cada uma com capacidade para 500 alunos. Três ficarão na região da Barra e Jacarepaguá e uma, em São Cristóvão. É o modelo chamado de arquitetura nômade com estruturas modulares.

 

Explicação

Segundo a prefeitura, o Parque Aquático será temporário por dois motivos: alto custo de manutenção e pelo fato de que já existem duas estruturas semelhantes para treinamento dos atletas no Rio: Maria Lenk (Barra) e Julio Delamare (Maracanã).

 

MEMÓRIA CURTA. Em 2012, a prefeitura anunciou a construção de um mergulhão para acabar com aquele sinal em frente ao Barra Shopping, na avenida das Américas. À época, a promessa era de que ficaria pronto no ano passado, mas nem saiu do papel. As construtoras Carvalho Hosken e RJZ-Cyrela e a administradora de shoppings centers Multiplan, proprietária do BarraShopping, bancariam numa Parceria Público Privada com o município. Hoje, não se fala mais nisso e o morador da Barra e Recreio sofre para passar ali todos os dias.

BEM FEITO. Na terça-feira que vem, os dois pichadores que sujaram a estátua de Zumbi dos Palmares vão ter que sair às ruas do Rio limpando outros lugares emporcalhados por pessoas como eles. Como o monumento já foi limpo por garis da Comlurb, eles serão acompanhados pela Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente e vão limpar fachadas pela zona norte da cidade.

BELA SACADA. O Rio vai ganhar 45 bancos feitos com troncos de árvores arrancadas por chuvas na cidade. Todos serão feitos pelo escultor Hugo França, em parceria com a Secretaria de Conservação da prefeitura. Os dois primeiros bancos ficarão no entorno da Lagoa Rodrigo de Freitas, onde foi montado um ateliê a céu aberto na avenida Epitácio Pessoa. Os trabalhos ali terminam amanhã. Hugo França tem trabalhos em várias metrópoles do mundo e entregará suas primeiras obras ao Rio de Janeiro.

Âncora da rádio BandNews FM e diretor de jornalismo da Band Rio, Rodolfo Schneider escreve às quintas-feiras.

 

Loading...
Revisa el siguiente artículo