Por que as mulheres vestiram preto?

Por Metro Jornal

Os primeiros posts do ano nas redes sociais de atrizes como Jessica Chastain, Emma Watson, Ellen Page e Olivia Wilde já mostrava a força da campanha "Time’s Up". Contra assédio e abuso sexual e a favor de igualdade salarial para homens e mulheres, o movimento pode ser traduzido como “Já deu!” Ou apenas “Chega!”.

Mas foi no último domingo, durante a entrega do Globo de Ouro, que o resto do mundo viu na TV que realmente não tem mais volta. Ao contrário do já tradicional desfile de moda, com cores e brilhos, quase todas as mulheres presentes à premiação estavam usando roupas pretas, como forma de protesto. 

Como não poderia deixar de ser, o apresentador Seth Meyers também trouxe o assunto à tona, citando nomes de acusados de estupro e abuso sexual como Harvey Weinstein e Kevin Spacey e chamando na plateia minorias que explicavam os mais variados tipos de discriminação. 

O ponto alto do evento foi o discurso de Oprah Winfrey, agraciada com o prêmio Cecil B. de Mille por seu trabalho na indústria do entretenimento. Ao agradecer o troféu, a apresentadora, produtora e atriz falou que não dá mais para aceitarmos violências e que temos agora a esperança de novos dias que estão por vir. 

Mas ainda temos muito chão pela frente, como lembrou Natalie Portman, ao ressaltar que todos os cineastas indicados ao prêmio de direção eram homens. 

Emma Watson, Eva Longoria, Susan Sarandon e Rosa Clemente aderiram ao black total Emma Watson, Eva Longoria, Susan Sarandon e Rosa Clemente aderiram ao black total / Getty Images

 

nerdometro-a12a83917b8e44160b1b91beddcee305.jpg
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo