Farra do Boi

Por fabiosaraiva

jose-luiz-datenaO descaramento político nesse país, nessa cidade, parece não terminar. Pelo contrário, continua. E continua de uma maneira deslavada e incompatível com a realidade de vida da maioria dos trabalhadores brasileiros que é obrigada a pegar ônibus ruim, trem ruim e metrô para poder ganhar o pão de cada dia.

No ano passado, na terceira maior cidade do planeta, nossa querida São Paulo, capital do Estado, os senhores vereadores municipais fizeram, segundo denúncia do Estado de São Paulo, uma verdadeira farra do boi com o dinheiro público, quer dizer, o seu dinheiro. Foram reembolsados em R$ 9 milhões com gastos de gabinete, entre eles gente que, eleita pelo povo, cobra verba astronômica, por exemplo, para cobrar papel higiênico. Talvez compatível, é claro, com o seu trabalho.

Contratam advogados particulares quando têm direito a defensores do Estado. Só um desses caras gastou uma grana e cobrou a conta para lavar dez vezes a sua luxuosa BMW. Alguns deles preferem com o seu dinheiro alugar alguns carros a um preço absurdo. Um outro, de sobrenome Hato (leia-se “rato”, por pronúncia de origem oriental) pagou até aluguel por uma casa usada pelo pai, Hato também, que por coincidência é deputado estadual. Isso sem falar em notas fiscais que, aparentemente frias, poderiam não resistir a uma mínima investigação.

Tanta improbidade ou brincadeira séria com o uso do poder faz muita gente ter saudade dos anos de chumbo da ditadura militar. Um período execrável da nossa história que matou muita gente, alguns cujos corpos nem foram encontrados, torturou de forma covarde opositores do regime, enfim, foi terrível.

Mas o que fico me perguntando é se esses corruptos que ocupam hoje em dia o poder não formam também uma ditadura calhorda e se apropriam do dinheiro do povo que poderia ser utilizado para o próprio povo, em hospitais, escolas, estradas, transporte público e por aí afora.

O que nós queremos de verdade é uma democracia de verdade, não esta capenga que por aí está, na qual alguns poucos detém o poder para o bolso e pelo bolso e não para o povo e pelo povo.

Na coluna passada disse e reafirmo que não concordo com essa história de que o povo brasileiro não sabe votar, o que falta a cada eleição é opção. Escolha honesta de gente que de fato representa você nas casas do povo. Aqui, em Brasília e definitivamente no Brasil.

Esperança é a palavra, transparência é a solução e cadeia para quem rouba o dinheiro do povo é a esperança para o povo.

 

Loading...
Revisa el siguiente artículo