Gota d’água

Por fabiosaraiva

jose-luiz-datenaDesculpe o mau jeito, mas eu pelo menos queria entender como é possível chover tanto, alagar a cidade, móveis, lixo e gente boiando e o tal do Sistema Cantareira está cada vez mais vazio.

Evidente que tem coisa errada. O governo, este e os que passaram, foi sempre empurrando com a barriga um dos problemas vitais do sistema de abastecimento de água da cidade. Primeiro, com a permissão politicamente deslavada de permitir a ocupação indevida, e em alguns casos criminosa, desses verdadeiros santuários ecológicos. Quer dizer, deixaram ocupar áreas de preservação ambiental que rendem votos de quem ali está, poluindo locais que deveriam ser intocados.

Agora, é claro, jamais conseguirão resolver o problema. Problema que se estende com a falta de renovação dos sistemas de fornecimento de água para a terceira maior cidade do planeta, ou seja, mais uma vez a atitude cínica e omissa dos políticos coloca em risco o abastecimento de milhões de pessoas.

É sempre assim! Gente eleita pelo povo que não faz nada ou então faz muito pouco para o povo. Seria inocência demais acreditar que a falta de chuva fosse a única responsável pela falta d’água. Aliás falam de falta! O que sobra é incompetência de gestão administrativa desses caras que a gente elege.

Tudo isso me leva a crer que logo mais, depois das eleições, pode vir um aumento monstro na já famigerada conta de água. É sempre assim… para resolver o problema das contas públicas, que geralmente passa pela corrupção com o desaparecimento (em alguns casos roubo mesmo) do dinheiro público, sempre para o contribuinte, consumidor, eleitor.

Em qualquer outro lugar do mundo seria a gota d’água para na hora do voto fazer o que a nossa classe política dominante tem mais medo: mudança com uma enxurrada, levando por água abaixo político ladrão ou incompetente.

Me ajuda aí.

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo