Balanço negativo

Por fabiosaraiva

jose-carlos-araujo-colunista-garotinhoAntes mesmo de terminar o Brasileiro, já conquistado pelo Cruzeiro, é triste o balanço dos times cariocas. Mais bem colocado, o Fluminense está em sétimo e nada tem a comemorar. Até porque só um milagre o coloca na Libertadores. Vive uma crise e até o Fred, que é um dos artilheiros, pareceu jogar a toalha, ao terminar o jogo de domingo, no Recife.
O Fred lembrou que o Flu era para ter caído e estaria disputando a Série B, não fosse aquele imbróglio envolvendo a Portuguesa. E, pelo que se prevê, teremos um 2015 pior ainda para o tricolor.
Vejo o Botafogo praticamente rebaixado e mergulhado na maior crise que já viveu na sua história. Um Flamengo que, não fosse o Luxa, estaria lutando para não ser rebaixado. Triste para o time de maior torcida do Brasil.
Finalmente, um Vasco que volta à Série A, mas sendo vaiado pela sua torcida, que lotou o Maraca, sábado. Mais um que vai entrar no novo ano sem muito entusiasmo. Nada a comemorar, garotinho!

Ouvi o Kleber Gladiador falar que não quer ficar no Vasco no ano que vem. E quem disse que o Vasco quer ficar com ele? Foi reprovado no quesito custo-benefício.

Muito justa a homenagem que o Flamengo prestou ao George Helal, sábado, com a inauguração de uma estátua dele na entrada do Ninho do Urubu. Foi o Helal, quando presidente, entre 1984 e 1986, quem comprou aquela área. A iniciativa partiu do grande benemérito Jorge Rodrigues. Acompanhei de perto todo o trabalho do ex-presidente rubro-negro, inclusive desde os primeiros passos do Galinho Zico.

Será que a Comissão de Arbitragem da CBF não viu? Na decisão da Série C, sábado, quando Macaé e Paysandu empataram em Belém por 3 a 3, os dois times jogaram com uniformes quase idênticos. E o árbitro Samuel Nunes Garrido (da Bahia ) retardou o início de jogo, mas acabou autorizando, mesmo gerando confusão, até para quem assistia à partida. Única diferença: o calção do Macaé era branco e o do time paraense era azul. Uma confa visual!

Não dá para levar a sério o Felipão. Até quatro meses atrás era funcionário da CBF. Agora, depois de perder para o Corinthians por 1 a 0, vem a público dizer que há uma armação da entidade para colocar dois clubes de São Paulo na Libertadores. Chororô de perdedor.

José Carlos Araújo escreve às quartas-feiras no Metro Jornal do Rio de Janeiro. É também comunicador das rádios Bradesco Esportes e Bandnews FM e apresentador do “ Donos da Bola”, na tela da Band.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo