Tirando da reta

Por Carolina Santos

jose-carlos-araujo-colunista-garotinhoA decisão da CBF de não mais responder às consultas sobre a situação dos jogadores mostra bem o momento que vive a entidade. De total abandono. Cada vez mais, a frase do Emerson Sheik fica fortalecida, razão pela qual nem mereceria ir a julgamento. E, sim, a entidade.

‘Tá’ lembrado do caso do Jobson? A CBF avisou só no dia do jogo em que o Botafogo promoveria a volta do jogador, que ele não tinha condições, devido a uma decisão da Fifa. Ora, ela sabia, e há muito tempo, desta proibição, e por que só no dia do jogo comunicou ao Bota? E por que não agiu da mesma forma, quando a Portuguesa lançou o Héverton, naquele jogo com o Cruzeiro em 2013? Acabou na Segundona.

Agora, ninguém tem mais dúvida. A CBF quer tirar o dela da reta, a fim de não ter trabalho e não ser acionada por possíveis erros.

A decisão da Fifa de acabar com o investidor no futebol vai ser facilmente burlada pelos “profissionais” do mercado da bola. Não faz muito tempo, o empresário Juan Figger era dono de um clube no Uruguai e era lá que ele regularizava os seus contratados nas transferências internacionais. Thiago Silva, ao sair do Flu, foi primeiro a ir pra lá, para, depois, chegar ao futebol italiano.

O repórter Rui Guilherme viu de perto a situação atual do Engenhão. E deu a informação que o estádio deve ser entregue só no final de novembro. Ou seja, já no final do Brasileiro. O campeonato acaba no dia 7 de dezembro. E vão dar mais uma “pernada” no Botafogo. Devem fechar para obras de adaptação, em 2015, visando as olimpíadas.

Uma das construtoras, a Odebrecht, é a mesma que administra o Maracanã. Daí…

Faltou sorte ao Papai Joel Santana. Na primeira semana livre para treinamentos, ele tem a crise de vesícula e teve que ser operado. Pronta recuperação para ele, já que o Vasco ele conseguiu recuperar.

Por que será que o Eduardo da Silva não aguenta um jogo inteiro? Ainda no domingo, pediu, de novo, para ser substituído. Tem talento, tem faro de gol, mas não consegue jogar os 90 minutos. O Fla, nesta fase de elenco mediano, precisa mais dele.

José Carlos Araújo escreve às quartas-feiras. É também locutor da Transamérica FM.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo