Mudança de hábito

Por fabiosaraiva
coluna Patricia Barreros

O mercado de construção civil cresce acima do PIB. A Amanco vem investindo no marketing de forma agressiva, com campanhas publicitárias divertidas e criativas, fazendo a diferença na comunicação da categoria. Ao valorizar encanadores, instaladores e balconistas, a marca cresce dentro e fora do ponto de venda. Patricia Barreros, diretora de marketing da Mexichem Brasil, conversa com a coluna.

Qual a melhor estratégia quando se fala em material de construção?
Nossa preocupação sempre foi dialogar com os arquitetos, projetistas, encanadores, balconistas, instaladores hidráulicos e, especialmente, o consumidor final. A massificação deu resultados e 97% dos consumidores já nos conhecem. Nossa estratégia de comunicação é o humor e a valorização dos profissionais. Desde 2006 trabalhamos a valorização do recomendador porque ele merece esse destaque.

Como valorizar esse profissional na prática?
Temos projeto com o Senai onde promovemos um curso para instalador hidráulico com a utilização dos nossos produtos. No final do curso ele é devidamente certificado e as pesquisas comprovam um aumento na sua renda. Já formamos mais de 70 mil trabalhadores.

E a disputa na publicidade?
Esse era um mercado de uma marca única, agora não é mais. O consumidor nos conhece, sabe dessas qualidades e, mesmo tendo celebridades nas nossas campanhas, a grande estrela sempre será o recomendador. A marca não tem garoto propaganda. Mesmo com Silvio Luiz e a Natália Guimarães, o destaque é para o recomendador.

Qual a proposta da marca?
Convidar o consumidor para sair da inércia (que é comprar sempre a mesma marca) oferecendo inovação. Tirar o hábito de repetição das pessoas vem trazendo resultados significativo. Campanha boa é aquela que dá conversa no balcão.

E no próximo ano?
Esse é um momento de pesquisa. Vamos entender ainda mais a percepção da marca junto aos consumidores. Outra informação importante é sobre o uso responsável e a gestão integrada da água, que são temas chaves para a Mexichem Brasil. Adotamos ações operacionais relacionadas à água, como o programa de reúso de água industrial, que nos permitiu reduzir o consumo do recurso na produção de tubos, com a utilização de tecnologias de filtragem e fechamento de circuitos de resfriamento.

João Faria é jornalista e sócio-diretor da Agência Cidadã. João Faria escreve no Metro São Paulo.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo