Ziriguidum

Por fabiosaraiva

Untitled-1Está chegando o Carnaval e as marcas começam a colocar seus “blocos” nas ruas, avenidas das cidades e sambódromos mais famosos. Levar a marca para um evento deste porte pode não trazer um resultado expressivo em vendas num primeiro momento, mas a lembrança da marca é o que todos buscam nesta festa. No último final de semana os foliões aproveitaram o pré-carnaval de São Paulo. Mais de 20 opções de blocos de rua se espalharam por todas as regiões da cidade. Só na Vila Madalena saíram quatro: Pimentas do Reino, Kolombolo Diá Piratininga, Cordão Confraria do Pasmado e Nóis Trupica Mais Num Cai. Também na zona oeste, o Bloco do Sargento Pimenta, que toca clássico dos Beatles em ritmo de samba, desfilou entre as avenidas Paulo VI e Sumaré. A Banda Gueri-Gueri, fundada em 1986, voltou após dez anos longe do carnaval. Já na região central, o Pholia na Luz reuniu 14 desfiles ao longo do final de semana. E o Acadêmicos do Baixo Augusta desfilou no domingo acompanhado pela madrinha do bloco, a atriz Alessandra Negrini. João Livi, VP de criação da agência Talent, revela como a criatividade pode fazer a diferença nos dias de folia.

 

O Carnaval é importante na comunicação das marcas?

Sim, não só pelo farto consumo, mas pela possibilidade de estar junto, divertindo o folião num contexto de pura alegria, humor e sensualidade.

 

Como a criatividade consegue fazer a diferença?

Você pode, simplesmente, pagar uma propriedade (como aparecer num trio, colocar uma faixa em um camarote). Mas pode ir além e dizer que você é uma marca inteligente e carismática. Essa é a diferença que a criatividade faz.

 

A festa permite uma liberdade criativa
com ações mais ousadas?

Sim, mas não vamos esquecer que estão todas as marcas lá, gritando. Então, você tem que ser muito certeiro e autêntico para vencer. É bem o espírito de carnaval, onde o melhor papo, a melhor fantasia, as pessoas mais originais se divertem mais.

 

E a briga no mercado de cerveja?

É uma categoria muito competitiva. E que compete no carnaval mais do que nunca. Vale a regra do folião: faça de tudo para se dar bem, e não incomode ninguém.

 

João Faria é jornalista e sócio-diretor da Agência Cidadã. João Faria escreve no Metro São Paulo


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo