Deixando o governo, PSDB não será oposição

Por Cláudio Humberto

Político experiente e aliado de primeira hora do presidente Michel Temer, o ministro tucano Aloysio Nunes (Relações Exteriores) não acredita que seu partido romperá com o atual governo. “Vai fazer o quê, se juntar a PT, PDT, PSOL?”, desdenha. Ele acha que o partido pode até entregar os cargos, mas não vai aderir à oposição, até porque é um dos responsáveis pelo projeto que levou Michel Temer ao poder.

Convenção dia 9

O PSDB realiza no próximo dia 9 a convenção nacional que vai definir se os tucanos vão mesmo – e como pretendem – sair do governo.

Tucanos divididos

O PSDB está rachado: o PSDB na Câmara é contra a permanência do partido no governo. Os “cabeças brancas” do Senado discordam.

Palavra final

Amigo pessoal de Temer há muitos anos, Aloysio Nunes afirmou que está disposto a permanecer do cargo: “Só depende do presidente”.

Reeleição à vista

Em princípio candidato à reeleição ao Senado, Aloysio Nunes ainda não se decidiu: “Dependerá de como estarão as forças políticas”.

Leilão de terminal pode arruinar economia do NE

O leilão do Terminal de Álcool de Maceió, da estatal Transpetro, dia 7, faz prosperar a suspeita de que a privatização beneficiará distribuidoras de combustíveis, muito influentes e… endinheiradas. Controlando os terminais, as distribuidoras poderão impor ao mercado do Nordeste o álcool podre, à base de milho e altamente poluente, que importam dos Estados Unidos sem pagar impostos nem gerar empregos.

Álcool, só o podre

O controle do Terminal de Álcool de Maceió pelas distribuidoras deve ferir de morte a produção nacional de álcool, sobretudo a nordestina.

Cadê os políticos?

Políticos e governadores de Alagoas e do Nordeste não têm protestado contra a privatização do terminal de Maceió, apesar de nociva à região.

O começo do fim

O vencedor do leilão do dia 7, certamente uma importante distribuidora, assumirá o controle do Terminal de Maceió já a partir de janeiro.

Amigo na sala ao lado

Para Michel Temer, o velho amigo João Henrique (PMDB-PI) seria o ideal na Secretaria de Governo. São parecidos até no estilo: suaves no trato, pacientes, experientes. Mas há resistências na Câmara. O “centrão” prefere o deputado Carlos Marun (PMDB-MS).

Marun ministro

Temer se sente devedor de Carlos Marun, por quem se afeiçoou. O deputado adora a ideia de ser ministro da Secretaria de Governo. Mas amigos ponderam que ele estaria melhor onde não é demissível.

Vou ali

José Sarney fará a conferência de abertura da 31ª Feira Internacional do Livro de Guadalajara, sábado. Falará sobre “O livro e a internet”. Ele jura de pés juntos que não se trata de despiste diante da iminente reforma ministerial. O objetivo é a sua segunda paixão, os livros.

Já foi tarde

Sistema judicial que respeita a dor das vítimas e dos respectivos familiares é o norte-americano: Charles Manson, assassino cruel, mofou desde 1970 na cadeia, até morrer aos 83 anos.

A vida como ela é

Com o fim da mamata do imposto sindical, a CUT resolveu “enxugar” despesas, cortando 60% dos funcionários. Como são obrigados a fazer os empregadores em dificuldades, tão atormentados pela pelegada.

Sugestão popular

Um leitor sugere o que poderia “dar uma melhoradinha” na imagem do PSDB: o senador Tasso Jereissati ser eleito presidente do partido em dezembro e, como primeiro ato, expulsar Aécio Neves.

Só defende quem perdeu

Obteve mais de 42 mil assinaturas no Change.org um abaixo-assinado contra o retorno da contribuição sindical obrigatória, que permitia à pelegada o rateio de R$ 3,5 bilhões por ano.

Insistência sindical

Centrais sindicais e sindicatos fazem forte lobby na Câmara para que Rodrigo Maia decrete a urgência de projeto de lei para recriar o tributo que garante a eles ainda mais dinheiro do que sempre embolsaram.

Pensando bem…

…só não gostou da reforma trabalhista quem ganha a vida com o conflito trabalhista alheio.

Loading...
Revisa el siguiente artículo