Petrolão: cassação de mandatos fica para 2015

Por fabiosaraiva

claudio-humberto colunistaA oposição vai deixar para fevereiro de 2015 o pedido de cassação de mandato de deputados acusados pelo ex-diretor Paulo Roberto Costa de participar de esquema de corrupção na Petrobras. O presidente do Conselho de Ética, Ricardo Izar (PSD-SP), alertou Chico Alencar (PSOL-RJ), que sempre ingressa com representações, que processos abertos este ano são arquivados com fim da legislatura, em dezembro.

Tempo joga contra

Tampouco recomenda aposta em cassação, ainda este ano, o prazo de 90 dias entre instauração e término do processo. Não haveria tempo.

Mais de sessenta

O ex-diretor da Petrobras denunciou mais de 60 autoridades apenas na primeira fase da delação premiada. Mas tem muito mais.

Figurões

Entre os delatados figuram o deputado Henrique Alves (PMDB-RN) e os senadores Renan Calheiros (PMDB-AL) e Delcídio Amaral (PT-MS).

Mais dois

Outros citados, segundo a revista IstoÉ, foram o governador do Ceará, Cid Gomes (Pros) e o líder do PMDB na Câmara, Eduardo Cunha (RJ).

Adversários têm mais tempo de PT que Dilma

Seis dos 11 adversários de Dilma na corrida presidencial têm mais tempo de militância no PT que a candidata petista: Eduardo Jorge (PV) e Mauro Iasi (PCB) foram filiados ao partido por 24 anos, entre sua fundação em 1980 até 2004; Marina Silva (PSB), 23 anos; Rui Costa Pimenta (PCO), ficou 15 anos no partido de Lula; e Zé Maria, do PSTU, foi PT por 13 anos. Dilma somente se filiou ao PT em 2001.

Dilma é brizolista

Ex-assessora e tiete de Leonel Brizola, Dilma estava com ele na fundação do PDT, em 1979, e permaneceu no partido até 2001.

Entre os presidenciáveis

Dos rivais de Dilma, só Aécio Neves (PSDB), Eymael (PSDC), Pastor Everaldo (PSC) e Levy Fidélix (PRTB) não foram filiados ao PT.

Petista patinando

Dilma prometeu passar uns dias na Bahia tentando ajudar o candidato do PT ao governo, Rui Costa. Está difícil superar Paulo Souto (DEM).

Estagnação

A economia brasileira está de tal maneira estagnada que até agora, passados quase dez meses, nenhuma empresa abriu capital em bolsa de valores brasileira, este ano. Nenhum IPO. Tudo parado no mercado.

Candidata pesada

Com programa de 12 minutos e 37 comerciais na TV ao dia, intriga como Dilma não consegue se distanciar de Marina, que tem 2 minutos e meia dúzia de comerciais. No segundo turno, terão tempos idênticos.

Rejeição de Cabral

O crescimento de Luiz Fernando Pezão (PMDB-RJ) nas pesquisas para o governo no Rio de Janeiro é atribuída, entre aliados, a certo distanciamento que o candidato adotou do padrinho Sérgio Cabral.

Rastro identificado

O Ministério Público Federal da Bahia identificou a origem dos R$ 180 mil apreendidos com um assessor do senador Welington Dias (PT-PI) em uma rodovia no município de Barreiras (BA), há dias: uma empresa de tecnologia da informação contratada pelo Banco do Nordeste.

Adelmir na CNC

O presidente da Fecomércio-DF, ex-senador Adelmir Santana, tem sido pressionado por colegas de vários estados a aceitar a missão de disputar a sucessão da Confederação Nacional do Comércio (CNC).

Acreditando em duendes

O deputado Domingos Sávio (PSDB-MG) vai protocolar pedido na CPI Mista da Petrobras para investigar o Postalis, fundo de pensão dos Correios, fingindo acreditar que a sólida maioria governista o aprovará.

Pego na mentira

Após jurar no Facebook que não agrediu um professor, o secretário de Saúde do Ceará, Ciro Gomes, foi desmentido por Fernando Roberto, a vítima, em vídeo divulgado no YouTube.

Sono profundo

O senador João Capiberibe (PSB-AP) vê dormitar na gaveta da Comissão de Constituição e Justiça seu projeto que limita os gastos nas Assembleias Legislativas e nos Tribunais de Contas estaduais.

Pensando bem…

…ter que entregar quase cinco milhões de panfletos da Dilma em plena greve deveria ser motivo para nova greve nos Correios.

Com Ana Paula Leitão e Teresa Barros 

www.claudiohumberto.com.br

 

Captura de Tela 2014-09-21 às 19.01.57 Captura de Tela 2014-09-21 às 19.02.22

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo