Leia para uma criança (e ajude a mudar o mundo)

Por Ivana Moreira

Você provavelmente já assistiu algum comercial do “Leia para uma Criança”. Eu sempre me emociono com essa campanha realizada todo mês de outubro. A inciativa do Itaú, lançada há dez anos, tornou-se um dos mais respeitados projetos de incentivo à leitura na infância no Brasil e já distribui gratuitamente 57 milhões de livros para crianças do país inteiro.

Sim, é de graça

Basta solicitar o kit com dois livros pelo site www.euleioparaumacrianca.com.br. Simples assim. Não é sorteio nem concurso cultural. Basta ter o desejo de ler para uma criança – seu filho, seu sobrinho, seu neto, seu afilhado – e ajudar a mudar o mundo. Para a campanha deste ano foram selecionados duas obras: “A visita”, da autora e ilustradora Antje Damm, e “Com que roupa irei para a festa do rei?“, do autor Tino Freitas e da ilustradora Ionit Zilberman.

A semente do homem

Sabe por que ler para uma criança muda o mundo? Porque a literatura não é importante apenas no processo de alfabetização dos pequenos. Ela é fundamental na construção de vínculos e no desenvolvimento integral em qualquer faixa etária. “Esse exercício afetivo de ler com o outro amplifica os sentidos”, diz o escritor Tino Freitas. “É uma ação que vai além dos caminhos traçados nas linhas da história contida no livro. É a semente do homem.”

Drauzio Varella e o “Superprotetores”

Além dos livros físicos do kit de 2020, no site do projeto é possível acessar outros 17 títulos em formato digital. Neste ano, haverá também lives semanais, aos sábados, para leitura de livros por celebridades. Quem abrirá a série, no próximo sábado (pelo Instagram do projeto), será o médico e escritor Drauzio Varella. O respeitado especialista vai ler “Superprotetores”. E você? Que livro você vai ler para a sua criança?

Loading...
Revisa el siguiente artículo