Hora de colocar as crianças em movimento

Por Canguru no Metro

Muito tem se falado sobre os efeitos psíquicos do isolamento social nas crianças. Mas os efeitos são perceptíveis também no corpo dos pequenos. Presos dentro de casa há três meses, eles estão praticando menos exercícios físicos do que deveriam, o que é ruim para a saúde como um todo. Com o início da flexibilização da quarentena, é hora de colocar as crianças em movimento de novo – é o que dizem os pediatras.  “A atividade física tem efeitos relevantes sobre o sistema imunológico, inclusive com ação anti-inflamatória, fato especialmente importante nessa pandemia de covid-19,  ressalta o pediatria Ricardo do Rego Ramos.

Mas atenção! Depois de tanto tempo presas em casa, as crianças não poderão voltar à atividade no ritmo de antes, sem cuidados especiais. Fazer atividades de forma desregulada, após longo tempo parado, pode trazer prejuízos ao organismo. Atenta a essa questão, a SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria) divulgou uma série de recomendações para orientar a prática de atividades físicas no período pós-pandemia. Confira as recomendações da entidade:

Para pais e cuidadores

1. Estimular o uso de máscaras durante as atividades ao ar livre

2. Dar preferência a atividades físicas em espaços amplos, se possível ao ar livre e em contato com a natureza

3. Evitar que os filhos pratiquem atividades físicas em caso de apresentarem sintomas gripais ou respiratórios

Para as escolas

1. Organizar o espaço escolar de modo que as atividades físicas possam ocorrer em grupos pequenos, respeitando o distanciamento entre os alunos

2. Desencorajar, neste momento, a prática de esportes coletivos e as atividades de contato corporal. Dar preferência a atividades individuais, como circuitos de atletismo

3. Como o período de quarentena diminuiu o condicionamento físico dos pequenos, começar a oferecer a atividade física num ritmo adequado, menos acelerado que o de antes da pandemia

Loading...
Revisa el siguiente artículo