Arrumar a bagunça dos heróis da DC é uma missão para o Flash

Por Omelete

Os fãs da DC foram pegos de surpresa com a notícia de que Michael Keaton está em negociação para reprisar seu papel como Batman no filme do Flash. Além da nostalgia, isso significa que o longa-metragem do velocista – que já lidaria com uma trama de trânsito entre realidades paralelas – vai se jogar de cabeça no conceito de multiverso, para trazer esse Batman alternativo para os filmes atuais.

A produção será uma adaptação de Ponto de Ignição (Flashpoint, no original), história que imagina como seria o mundo se Barry Allen usasse seus poderes para voltar no tempo e impedir que sua mãe fosse assassinada. O resultado é um enorme efeito borboleta que cria uma realidade alternativa bem diferente da sua, muito mais cruel e pessimista.

A Warner Bros. pode aproveitar a oportunidade das realidades paralelas para colocar uma ordem no universo cinematográfico da DC das telas. Afinal, um novo Batman está vindo por aí com Robert Pattinson, enquanto Jason Momoa e Gal Gadot – que contracenaram com Ben Affleck – continuam na ativa em seus filmes. Como conectar essas histórias sem alienar o fã que se importa com o respeito à continuidade. A resposta é o multiverso.

Com ou sem Michael Keaton (que muita gente foi ver no cinema quando saiu o Batman de 1989), The Flash tem estreia marcada para em 3 de junho de 2022.

FRASE DA SEMANA

“A alegria, seu espírito e seu talento vão viver comigo para sempre”
O ator Kiefer Sutherland, que trabalhou com Joel Schumacher em cinco filmes, homenageia o diretor falecido aos 80 anos.

NERDÔMETRO

Sobe

Cobra Kai
A criação do YouTube que continua a trama de Karatê Kid subiu de faixa! A Netflix decidiu comprar a série.

Desce

Brasil
Lin-Manuel Miranda e os diretores de Zootopia desfazem o mal-entendido: a Disney está produzindo um filme que se passa na Colômbia, e não no Brasil.

Loading...
Revisa el siguiente artículo