Como criar filhos responsáveis

Por Ivana Moreira

Nossos filhos não nascem responsáveis, obedientes e estudiosos.  “O sentido da responsabilidade não se transmite geneticamente”, diz a pedagoga Iolene Lima. Ex-secretária executiva do MEC (Ministério da Educação), ela diz que responsabilidade se aprende com a experiência na vida familiar. Segundo ela, é um erro frequente de muitos pais fazer tudo pelas crianças, impedindo-lhes, na prática, de assumir as pequenas responsabilidades. “Depois dessas, virão as maiores”, lembra a educadora.  “A responsabilidade é uma virtude e uma necessidade para vivermos bem, conosco mesmos e em sociedade.” Veja abaixo as dicas de Iolene Lima para criar filhos responsáveis:

1. Dar responsabilidades para as crianças desde cedo é essencial.

Peça para que todos participem das tarefas do lar. Os cuidados com a casa devem ser de responsabilidade de todos da família, mesmo quando ela conta com a ajuda de uma empregada doméstica. Se a criança cresce vendo que algum familiar não precisa fazer nada no lar, vai questionar por que ela precisa participar.

2. Ensine seu filho a cuidar do que é dele. 

Desde bem pequenas, as crianças devem aprender a cuidar de si mesmas e de suas coisas. Depois de brincar, os pais devem orientar os filhos a guardar e organizar seus brinquedos. No começo, devem fazer isso junto com eles (para mostrar como se faz) e, depois, deixar que façam sozinhos.

3. Converse com seu filho e estabeleça as regras. 

Cobre o que foi combinado e cumpra o que você estipulou. Seja sempre muito coerente.

4. Dê reforços positivos a cada tarefa executada.

Sobretudo paras crianças menores. Elogie quando cumprirem uma tarefa. Para as crianças mais velhas ou para os adolescentes, vale estabelecer as consequências caso as tarefas não sejam cumpridas, como cortar o videogame/celular no final de semana. Dessa forma, eles perceberão que todo ato tem uma consequência.

Loading...
Revisa el siguiente artículo