Na quarentena, cuide da saúde emocional

Por Angélica Banhara

A gente sabe que não está fácil. De quarentena por conta do Coronavírus, fechados em casa sem estar em férias, com uma avalanche de informações e fake news e sem saber exatamente o que vem pela frente… Essa insegurança gera um misto de medo e ansiedade, que podem minar a nossa saúde e baixar a imunidade.

Além das medidas básicas para frear a contaminação e a propagação do vírus — evitar sair de casa e lavar bem as mãos —, vale um olhar especial para a nossa saúde mental. Reuni, a seguir, uma série de sugestões para ajudar a manter o equilíbrio e a serenidade, fundamentais para atravessar essa fase sem surtar.

1 – Estabeleça uma rotina.
Procure acordar e fazer as refeições nos mesmos horários e organize a sua vida em casa: hora de leitura, de cozinhar, de arrumar a casa, de ver um filme em família… Se tem filhos, é fundamental ajudá-los a estabelecer esta rotina também.

2 – Movimente o corpo e cuide da mente.
Mexer o corpo ajuda a aliviar a mente e muda o foco dos problemas. Sem falar que a atividade física estimula a produção de serotonina e endorfina, as substâncias do bem-estar. Há diversas aulas e atividades online, inclusive gratuitas, que podem ser praticadas em espaços reduzidos: várias delas disponíveis nas redes sociais. As aulas de Superioga (www.superioga.com.br), por exemplo, não exigem mais do que uma área de 1,5 metro por 2 metros para sua prática individual. E aproveite também para testar os aplicativos de meditação.

3 – Vá para a cozinha.
Cozinhar pode ser uma terapia: além de tirar a gente do sofá, desvia a atenção do noticiário e é uma oportunidade de priorizar os alimentos que vão fortalecer a nossa saúde e o sistema imune. Envolva a família no processo e faça saladas coloridas e criativas, asse legumes com ervas, invente pratos. Não precisa ser chef: existem muitas receitas simples, criativas e deliciosas. Eu adoro as da Rita Lobo, do www.panelinha.com.br.

4 – Coloque a vida em ordem.
Aproveite para arrumar armários e doar o que não usa mais, organizar os arquivos e pastas do computador, editar as fotos no celular. É uma oportunidade única.

5 – Reserve um tempo para as coisas que gosta.
Ouvir aquela playlist especial, ler aquele livro ou assistir aquela série.

6 – Faça um curso online.
Vários sites e instituições como a FGV e o LinkedIn disponibilizaram cursos gratuitos focados em carreira, marketing, economia, programação, economia, design etc.

7 – Controle o excesso de informações.
Não fique o dia todo com a TV ligada em canais de notícias. Isso aumenta a angústia e a sensação de impotência. Uma vez por dia, só para se atualizar, está ótimo.

8 – Interaja com as pessoas (sem sair de casa).
Se mora com a família, façam as refeições juntos, sentados à mesa, com a TV desligada. Reserve uma horário para uma atividade comum: assistir a um filme ou série, por exemplo. Se mora sozinho, escolha uma hora para ligar para os amigos.

9 – Pratique a resiliência.
Lembre-se que essa fase não vai durar para sempre. Vale pensar no que podemos aprender com essa situação delicada para sairmos fortalecidos.

Me acompanhe nas redes sociais!
Instagram . | . Facebook . | . YouTube

Contenido Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo