A mobilidade em tempos de isolamento

Usar a bicicleta, ir caminhando e evitar o transporte coletivo nos horários de pico são recomendações nesse período de crise

Por Pro Coletivo

O avanço do coronavírus no Brasil e no mundo vem mudando radicalmente a rotina da sociedade, uma vez que o isolamento tem sido a principal recomendação.

Em São Paulo, os trens do Metrô e da CPTM, em geral lotados, sofreram queda de 20% no fluxo de pessoas, enquanto os ônibus têm circulado com menos passageiros.

No Rio de Janeiro, o BRT Rio, desde a tarde desta quarta-feira (18), passou a transportar somente passageiros sentados dentro dos articulados que saem dos terminais Jardim Oceânico e Alvorada. Enquanto isso, agentes da Secretaria Municipal de Transportes e da Guarda Municipal atuam nas plataformas dos dois terminais auxiliando os colaboradores do BRT e orientando os passageiros.

Segundo a NTU, Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos, até o dia 18 de março houve redução de 30% da demanda de passageiros de transporte público urbano (por ônibus) no país. A projeção da entidade é que, caso a pandemia do coronavírus se agrave, a queda chegue a 50%.

Prefeitos de várias cidades têm refletido sobre o que é melhor a fazer nessa situação crítica. No ABC Paulista, a decisão foi suspender o serviço dos ônibus municipais de sete cidades da região a partir do dia 29 de março, e por tempo indeterminado, a fim de reduzir as chances de contaminação nos ônibus e terminais. As empresas de ônibus e de modais sobre trilhos também têm reforçado a higiene dos veículos antes do início de cada viagem, mas é importante que cada pessoa faça a sua parte com diversos cuidados.

Além disso, vale a pena caminhar mais e usar a bicicleta para trajetos curtos. Confira outras sugestões, colhidas entre especialistas de saúde, para melhorar sua mobilidade urbana nesse momento:

• Evite os horários de pico e rotas com linhas e diferentes modais, já que o vírus se espalha pelo contato, facilitado nas aglomerações.

• No ônibus ou metrô, procure manter uma distância de pelo menos 1 metro de quem estiver tossindo ou espirrando, e redobre o cuidado quando precisar fazer o mesmo, protegendo a boca com lenço descartável ou com o antebraço.

• Sente-se perto de janelas abertas, a circulação do ar é fundamental.

• Antes e depois de usar ônibus, trem, metrô e carro por aplicativo, higienize as mãos com álcool em gel 70% e não toque no rosto antes de higienizar as mãos.


O Pro Coletivo ajuda as pessoas a aproveitar a vida se locomovendo de forma inteligente.

Contenido Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo