Anvisa encontra agrotóxicos acima do permitido em alimentos

Por Angélica Banhara

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) encontrou resíduos de agrotóxicos em níveis acima do permitido ou usados de forma errônea em 23% das amostras de alimentos avaliadas entre 2017 e o ano passado no Brasil. Os resultados, divulgados nesta semana, são parte do Programa de Avaliação de Resíduos de Agrotóxicos.

Foram analisadas 4616 amostras de 14 alimentos encontrados nos supermercados de 77 municípios brasileiros: abacaxi, alface, arroz, alho, batata-doce, beterraba, cenoura, chuchu, goiaba, laranja, manga, pimentão, tomate e uva.

Esses alimentos representam 30,89% do que é consumido pela população, de acordo com dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares do IBGE.

  • Em 17,3% das amostras foi constatado uso de agrotóxicos não permitidos para aquele alimento;
  • 2,3% continham resíduos acima do limite permitido;
  • em 0,5% foram encontrados agrotóxicos não permitidos para uso no Brasil;
  • em 2,9%, havia mais de um desses problemas.

Segundo a agência, em 41 das 4616 (ou 0,89%) das amostras analisadas, foi identificada presença de resíduos de agrotóxicos em situação que pode configurar risco agudo à saúde — aponta potencial intoxicação e efeitos em até 24 horas.

Dos 14 alimentos analisados, cinco apresentaram amostras com possibilidade de risco agudo: abacaxi, batata-doce, goiaba, laranja e uva (veja abaixo)

risca à saúde dos agrotóxicos Reprodução

Laranja e a goiaba foram as frutas que ofereceram maior risco agudo por conta da presença de resíduos de agrotóxicos acima do permitido. A situação foi verificada em 27 das 382 amostras de laranja — ou 7% do total — e em oito das 283 amostras de goiaba analisadas (2,83%).

De acordo com a Anvisa, 49% das amostras não apresentaram resíduos de agrotóxicos e 28% apresentaram resíduos dentro do limite.

gráfico teste Reprodução

 

No levantamento anterior, divulgado em 2016, o porcentual de amostras insatisfatórias foi mais baixo: 19,7%.

Dicas de consumo

  1. A primeira sugestão é consumir alimentos orgânicos sempre que possível. Procure saber se na sua cidade existem feirinhas orgânicas, onde é possível comprar direto do produtor (e pagar mais barato do que nos supermercados).
  2. Dê preferência às frutas e verduras da época. No período de safra, os alimentos têm melhor qualidade nutricional, são mais frescos, têm mais sabor e são mais baratos. Fora da estação, é quase certo que recebam cargas maiores de agrotóxicos.
  3. Lave bem as frutas e verduras em água corrente e coloque-as em solução com vinagre (4 colheres de sopa para 1 litro de água) ou com bicarbonato de sódio (1 colher de sopa para 1 litro de água) por 20 minutos. Depois, enxágue em água corrente.
  4. Lave frutas e legumes com casca com uma esponja nova e um pouco detergente. Depois, enxágue bem.

Segundo especialistas, é impossível retirar 100% dos resíduos dos agrotóxicos dos alimentos. Mas uma boa higienização pode retirar parte desses resíduos, principalmente aqueles depositados na casca.

Me acompanhe nas redes sociais!
Instagram . | . Facebook . | . YouTube

Loading...
Revisa el siguiente artículo