Atividade física ajuda a prevenir e tratar doenças crônicas

Por Angélica Banhara

Você sabia que uma em dez mortes prematuras são decorrentes do sedentarismo?

"Se as pessoas fizessem mais exercícios, poderíamos prevenir 1,3 milhão de mortes por ano”, afirma o endocrinologista Luiz Fernando Sella, especialista em Medicina do Estilo de Vida — ramo da medicina que prescreve a adoção de hábitos saudáveis para prevenir e tratar doenças.

A América Latina é a região mais sedentária do mundo e o Brasil, o país mais sedentário da América Latina: 47% dos brasileiros não pratica o mínimo necessário de atividade física para se manter saudável. Para completar, o Brasil é o país número 1 em estresse no mundo.

A boa notícia é que cada um pode fazer a sua parte para reverter esse quadro. A recomendação da OMS (Organização Mundial da Saúde) para uma vida saudável é praticar 150 minutos de atividade física moderada por semana, o que que equivale a 30 minutos de caminhada 5 vezes por semana. Não é difícil encaixar na rotina: é só entender a importância.

“O exercício é uma pílula da saúde. Nenhum medicamento vai conseguir replicar os benefícios da atividade física para o corpo humano”, diz Sella.

A seguir, o médico mostra os principais efeitos positivos da atividade física para a saúde.

Benefícios de uma vida ativa

  • Mantém o tônus e a elasticidade muscular
  • Ajuda na perda e na manutenção de peso
  • Reduz o estresse e a ansiedade
  • Ajuda a combater a depressão
  • Combate a fadiga
  • Melhora o sono
  • Aumenta a energia e disposição
  • Melhora o humor

Ajuda no controle e até reversão de doenças como:

  • Doenças cardíacas
  • Pressão alta
  • Obesidade
  • Diabetes
  • Osteoporose
  • Artrose
  • Doenças autoimunes
  • Câncer

Ações da atividade física no organismo

Cérebro

  • Melhora a memória, a atenção e as funções executivas (habilidades necessárias para controlar pensamentos, emoções e ações) em todas as idades.
  • Melhor condicionamento na meia idade = menor risco de demência na terceira idade.
  • Melhora da capacidade de decisão.

Saúde do coração

  • Reduz o LDL (colesterol “ruim”).
  • Aumenta o HDL (colesterol “bom”).
  • Fortalece o músculo cardíaco.
  • Aumenta a flexibilidade dos vasos sanguíneos.
  • Reduz o enrijecimento das artérias.
  • Previne e controla outros fatores de risco para doenças cardíacas, como (pressão alta, obesidade e diabetes).

Pressão sanguínea

  • Reduz o risco de hipertensão.
  • Reduz a pressão arterial de pessoas hipertensas.

Obs: a redução acontece cerca de 3 semanas após começar a se exercitar, mas os benefícios são perdidos se a pessoa parar de se movimentar.

Sobrepeso e obesidade

  • Aliado a uma alimentação saudável, ajuda na perda de peso e na manutenção da boa forma.
  • Melhora a composição corporal (aumento dos músculos x perda de gordura).
  • Melhora a saúde em geral.

Diabetes

  • Reduz o risco de desenvolver diabetes tipo 2.
  • Ajuda a controlar todas as formas de diabetes para quem já tem a doença.
  • Diminui a glicemia.
  • Reduz a resistência à insulina.
  • Ajuda a insulina a funcionar melhor.
  • Ajuda na manutenção do peso.

Osteoporose

  • Fortalece os ossos.
  • Estimula o crescimento ósseo.
  • Aumenta a densidade óssea.
  • Protege contra a perda de massa óssea.
  • Ajuda a manter a boa postura e o equilíbrio.

Artrose

  • Reduz a inflamação das articulações.
  • Aumenta o limiar da dor.
  • Melhora os níveis de energia.

Obs: o sedentarismo agrava a artrose e o desgaste ósseo.

Natação, hidroginástica e caminhada na água são boas opções de atividades.

Câncer

  • A atividade física regular ajuda a reduzir a incidência de vários tipos de câncer.
  • Mama: reduz o risco da doença por diminuir a gordura corporal.
  • Cólon: reduz o risco por melhorar a função intestinal.

 

Me acompanhe nas redes sociais!

https://www.instagram.com/angelicabanhara/

 

https://www.facebook.com/angelica.banhara

 

http://bit.ly/AngelicaBanhara-youtube

Contenido Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo