Respiração correta alivia o estresse e aumenta a imunidade e a energia

Por Angélica Banhara

Feche os olhos e respire fundo, expandindo o abdômen. Dê uma pausa. Solte o ar devagar, murchando o abdômen. Repita quatro vezes. Parabéns: você acaba de reduzir a ansiedade e acalmar o seu sistema nervoso.

Está provado que a respiração profunda, como a que você acaba de praticar, reduz o estresse, desacelera o coração, ajuda no controle da pressão arterial e, se praticada com frequência, aumenta a energia e melhora até o sistema imune.

Você já observou um bebê dormindo? Dá para percebe a respiração dele vendo a barriguinha expandir e murchar. Ele respira com o corpo inteiro, faz naturalmente a chamada respiração completa (ou diafragmática), em que os pulmões se enchem de ar, expandindo nossa caixa torácica, e o diafragma “empurra" os órgãos internos, dando a sensação de respirar no abdômen.

O diafragma é o principal músculo da respiração: ele é responsável por separar as cavidades torácica e abdominal.

diafragma Reprodução

Nascemos sabendo respirar, mas desaprendemos com o passar do tempo.
Um adulto utiliza apenas 35% de sua capacidade pulmonar.

A respiração define o nosso estado emocional: quando estamos ansiosos, nervosos ou estressados, ela é curta e rápida. Se sentimos raiva, ficamos ofegantes. Se temos medo, prendemos a respiração. Quando apaixonados, suspiramos.

Por outro lado, quando a respiração é tranquila e constante, nosso cérebro recebe a mensagem de que está tudo bem e você reassume o controle das suas emoções.

A respiração correta aumenta o bem-estar e “limpa” o corpo e a mente: tanto que muitos médicos e terapeutas a consideram uma ferramenta para a saúde.

A ciência está começando a comprovar seus benefícios: estudos apontam que os exercícios respiratórios ajudam a reduzir os sintomas associados à ansiedade, insônia, estresse pós-traumático, depressão e déficit de atenção.

Aprender a respirar é tão importante quanto ter uma boa alimentação e fazer exercícios regulares.

Mas o que é respirar bem? Uma boa respiração é longa, com inspirações e expirações lentas e profundas.

Reaprendendo a respirar
Escolha uma posição confortável: deitado ou sentado com as costas eretas.
Coloque a mão sobre o abdômen, para sentir a movimentação durante a respiração.
Inspire pelo nariz contando até quatro. Sinta o ar encher os pulmões e o abdômen expandir.
Segure o ar nos pulmões por alguns segundos.
Solte o ar pela boca, esvaziando os pulmões e o abdômen, contando até quatro.
Repita o processo quatro vezes, depois continue respirando sem contar.

respiração Reprodução

Os benefícios da respiração completa

  • Alivia o estresse e a ansiedade
  • Reduz o cansaço físico e mental
  • Aumenta a imunidade
  • Melhora a postura
  • Aumenta a concentração e o foco
  • Equilibra o organismo

A boa oxigenação do organismo pela respiração faz com que todo o nosso corpo funcione no seu potencial pleno. O resultado é uma desintoxicação natural e o aumento da capacidade respiratória. Tão simples e tão importante! E aí? Vamos ficar mais atentos à nossa respiração e procurar respirar melhor?

 

Bate-papo ao vivo: Todo Movimento Conta

Participe do bate-papo comigo e com a educadora física Bianca Vilela! Segunda, dia 11, às 12h, no Instagram e no Facebook do Metro.

Me acompanhe nas redes sociais!
Instagram . | . Facebook . | . YouTube

Contenido Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo