Por que Jane Fonda vive sendo presa?

Por Omelete

Oitenta anos, dois Oscars, 11 Globos de Ouro e um Emmy. Ao longo de sua carreira, Jane Fonda conquistou um currículo invejável, que se estende por mais de 50 créditos como atriz, roteirista e produtora.

Nas últimas semanas, porém, ela virou também figurinha carimbada nas delegacias de Washington, capital dos Estados Unidos, após ser presa por três sextas-feiras consecutivas. E quem pensa que a veterana tem alguma vergonha da nova experiência está completamente enganado: as prisões são parte de seu plano para chamar atenção da população – e dos políticos – para os problemas do aquecimento global.

Uma das idealizadoras do movimento Fire Drill Friday (“sextas-feiras de simulação de incêndio”, em tradução livre), Fonda se mudou para a capital americana com o objetivo de participar mais ativamente de movimentos políticos na cidade. Inspirada pela jovem ativista Greta Thunberg, a atriz passou a organizar ocupações em frente ao prédio do Capitólio, sede do senado dos EUA, levando a uma reação da polícia local.

Sua missão é ser presa todas as sextas-feiras até que o governo americano aprove o plano chamado Green New Deal, projeto que, entre outras propostas, visa regulamentar a emissão de poluentes dentro dos Estados Unidos e, no longo prazo, extinguir o uso de combustíveis fósseis nos setores de energia e transporte do país.

Frase da semana

“Sim, façam. Por que não? Definitivamente há espaço para isso. Estamos assistindo à ascensão das super-heroínas, e por que não? Seria ótimo!”

Benedict Cumberbatch apoiando os filmes estrelados por mulheres

Contenido Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo