Canguru no Metro: O “cantinho do pensamento” funciona?

Por Ivana Moreira

Seu filho se comporta mal e você imediatamente o coloca no “cantinho do pensamento”? A prática é comum e tem muitos adeptos, mas é questionada por muitos especialistas em educação infantil. Há quem acredite que colocar uma criança pequena para pensar sobre o que fez só tem um efeito prático: isolar a criança. “Mesmo quando apresentada de forma paciente e amorosa, essa atitude ensina que, quando os filhos cometerem um erro, ou quando tiverem dificuldades, serão forçados a perder o contato com outras pessoas”, explica Bete P. Rodrigues, especialista em disciplina positiva, uma abordagem que surgiu há mais de 30 anos nos Estados Unidos e vem ganhando seguidores no Brasil.

Necessidade de conexão

Bete lembra que as crianças têm uma profunda necessidade de conexão. E, em momentos de angústia (tanto quanto os adultos), precisam ser apaziguadas pelas pessoas que cuidam de delas. “A expressão de uma necessidade ou de um grande sentimento, pode resultar em um comportamento agressivo, desrespeitoso ou não cooperativo”, explica a especialista. “O mau comportamento é, muitas vezes, um grito de ajuda para se acalmar e uma tentativa de conexão.”

Segundo Bete, quando a resposta dos pais é isolar, uma necessidade psicológica instintiva da criança não é atendida. De fato, a imagem cerebral mostra que a experiência da dor causada pela rejeição, parece muito semelhante à dor física em termos de atividade cerebral.

Malvados e injustos?

Bete P. Rodrigues diz que o isolamento, geralmente, é ineficaz na realização dos objetivos da disciplina, ou seja, mudar o comportamento e desenvolver habilidades. “Os pais podem pensar que o ‘cantinho do pensamento’ ajuda as crianças a se acalmem e refletirem a respeito do seu comportamento”, afirma. “Mas, quando as crianças se concentram na sua terrível sorte de ter uma mãe ou um pai tão malvado e injusto, elas perdem a oportunidade de desenvolver habilidades de compreensão, empatia e resolução de problemas.” Algum tempo para se acalmar pode ser extremamente valioso para as crianças. Mas essa reflexão é criada em relacionamento, não isoladas.

Contenido Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo