Escrever: uma experiência positiva 

Por Vânia Goulart

Escrevo para o jornal, falo na rádio semanalmente e sempre alguém me pergunta: como você consegue? Como seleciona os temas? A curiosidade é grande e a resposta é que nem sempre eu tenho as ideias sozinha. Muitas pessoas contribuem, mandam sugestões e dúvidas.

Essa prática da escrita pode ser explicada a partir de dois pilares principais. Em primeiro lugar, eu encaro essa atividade como um músculo, que como qualquer outro, quando é fortalecido, se destaca. Toda semana, escrevo três vezes sobre um mesmo tema, abordando-o sob pontos de vistas diferentes, ou então, escrevo sobre três assuntos diferentes. A prática fortalece esta minha habilidade.

Assim, qualquer atividade, exercício de um músculo ou mesmo um comportamento, quando repetido de forma intensa e ininterrupta ficará forte. Várias pesquisas científicas compram essa percepção.

O segundo pilar é fruto de um aprendizado dolorido, mas muito forte. Durante um curso sobre comunicação e inteligência emocional, um professor me disse que a escrita consegue racionalizar emoções que estão confusas ou muito fortes. Quando você estiver perto de cometer uma loucura, ou qualquer desequilíbrio, escreva, coloque no papel antes de fazer ou de responder. A escrita fará sua emoção se dissipar e você irá conseguir reorganizar-se. Foi assim que aprendi a escrever.

Há três anos, eu decidi mudar minha vida. Foi uma decisão difícil e que demorou mais alguns anos para se concretizar, passei muito tempo escrevendo cartas para mim mesma. Cada um deve tomar decisões no seu tempo, da sua maneira e saber que a mudança só acontece quando você está pronto.

Assim, hoje posso compartilhar essa experiência com mais uma evidência que dá certo. Experimente! É só começar. Depois, não esqueça de me contar.

Este texto é também para agradecer a você que está ao meu lado, lendo e participando desta coluna toda semana. Assim, já se passaram três anos e estamos aqui. Eu vou seguindo escrevendo, transformando e ampliando minhas percepções e buscando outros pontos de vista.

Obrigada e vamos juntos!

Contenido Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo