Amor à primeira pedalada

Por Pro Coletivo

Recém-lançado, o livro “Duas Rodas e um Destino – Guia Prático para Iniciantes do Ciclismo de Estrada” (Matrix Editora), escrito por Christiane Tilmann, revela os segredos e as nuances de uma modalidade que vem crescendo no Brasil e envolve aventura, descoberta e autonomia.

A autora é fascinada por bicicletas desde criança, mas foi na adolescência que se encantou com o pedal como esporte. Ela observava os ciclistas que subiam a serra de Campos do Jordão, no interior de São Paulo, e se imaginava percorrendo quilômetros no asfalto, sentindo o vento no rosto.

A partir daí começou a encarar diferentes rotas e se aprimorou no ciclismo de estrada, segundo ela um esporte apaixonante. “Independentemente do objetivo pessoal, da distância ou da quilometragem percorrida, o mais encantador no ato de pedalar é a sensação de prazer e liberdade que a gente vivencia”, diz Christiane.

Uma invenção maravilhosa

No livro, ela compartilha dados históricos, curiosidades e conselhos técnicos para quem sonha em pegar a estrada sobre duas rodas. A escolha da bicicleta, os equipamentos do ciclista, a pilotagem, os treinamentos, a performance, a nutrição adequada e as principais competições são parte desse livro muito bem estruturado em 176 páginas.

A bicicleta, com seus mais do que duzentos anos de história – acredita-se que ela tenha surgido em 1818, na França –, é uma invenção maravilhosa e que vem ganhando cada vez mais relevância no Brasil. “A partir dos anos 1990, fatores como movimentos cicloativistas, aumento da variedade e qualidade das bicicletas e acessórios e a maior valorização de práticas esportivas em prol da saúde contribuíram para o crescimento do número de ciclistas”, ressalta a autora, lembrando que, no entanto, quem pedala ainda enfrenta obstáculos como a falta de infraestrutura e segurança. “Nossas cidades não estão preparadas para o fluxo de ciclistas, e motoristas não são conscientizados a respeitá-los, especialmente porque punições severas em casos de atropelamento não são uma realidade, diferentemente do que ocorre em outros países.”

Mesmo diante das adversidades, ela estimula o ciclismo, seja como finalidade de lazer, locomoção ou esporte. Christiane acredita que a bicicleta tende a ganhar cada vez mais espaço e respeito no Brasil, tornando-se uma atividade mais segura e prazerosa, e influenciando, para melhor, o estilo de vida das pessoas.

Contenido Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo