Os top 6 alimentos detox para emagrecer e limpar o organismo 

Por Angélica Banhara

Férias, relax, happy hour. Exagerou no petisco ou bebeu mais do que deveria? Quem nunca… Agora, é hora de caprichar na hidratação e apostar em alimentos que ajudam a desintoxicar, para começar o ano cheio de energia e disposição.

“A ideia é reduzir bem os alimentos que sobrecarregam o organismo e focar em opções antioxidantes, anti-inflamatórias e diuréticas”, diz a nutricionista Andrezza Botelho, da clínica Andrezza Botelho Nutrição Inteligente, em São Paulo. Veja os alimentos e substâncias campeões sugeridos pela nutricionista, especializada em detox e nutrição funcional.

1 – Chás diuréticos e protetores do fígado

Quanto: 1 litro ao longo do dia.

Dente de leão, cavalinha, camomila, melissa, hortelã, boldo, carqueja e chá da casca do abacaxi.

‘'O chá de camomila é excelente para diminuir a fome porque acalma não só o sistema nervoso central, mas a mucosa gástrica”, conta Andrezza. Boldo e carqueja são indicados para desintoxicar o fígado. “Quanto mais amargo, melhor. Nessa época do ano o fígado é muito sobrecarregado. Tudo passa por ele o tempo inteiro: a gordura, o álcool das bebidas. É importante num processo de desintoxicação tomar chás que melhoram a saúde hepática e tiram o peso desse órgão”, completa a especialista.

As ervas secas devem ser feitas em infusão: leve 1 litro de água ao fogo e desligue quando começar a ferver. Acrescente 1 colher de sobremesa de cada erva seca (pode misturar várias), cubra o recipiente e deixe descansar por 10 minutos. Coe, beba e guarde o restante na geladeira.

Chá de casca de abacaxi: tire a coroa e lave bem o abacaxi. Descasque-o, corte em fatias e guarde na geladeira, para comer após as refeições. Coloque 1,5 litro de água em uma panela grande e junte as castas. Você pode acrescentar canela em pau e gengibre, que são termogênicos. Leve ao fogo médio ate ferver, abaixe o fogo e deixe fervendo por 5 minutos. Coe e guarde na geladeira.

Para manter o organismo hidratado, tome água ao longo do dia. ‘'O ideal é não chegar a sentir sede. Quando sentimos sede, é porque o organismo já está em um processo de desidratação”, afirma Andrezza. “Nada substitui a água: nenhum chá, nenhum suco, pela própria composição química dela”, completa.

2 – Cúrcuma: tem efeito anti-inflamatório e hepatoprotetor (protege o fígado). Também é um potente antioxidante.

Quanto: 1 col. (chá) por dia no suco, na sopa, nos legumes refogados, no feijão.

3 – Gengibre: é um anti-inflamatório natural e antioxidante. Tem efeito termogênico e, por isso, acelera o metabolismo, ajudando na digestão e no emagrecimento.

Quanto: um pedaço (2 centímetros) por dia no suco verde.

''Uso muito a cúrcuma, o gengibre e a pimenta caiena como temperos antibarriga: eles têm um poder antiinflamatório muito importante. Eu percebo a redução de gordura abdominal das pacientes que fazem uso constante”, conta Andrezza.

4 – Frutas antioxidantes, diuréticas e ricas em enzimas digestivas

Uva, ameixa e melancia: são antioxidantes (combatem os radicais livres) e contribuem também para a saúde da pele. "A intoxicação se manifesta muito pela pele, na forma de acne, aftas”, conta Andrezza. "Evite comprar a melancia cortada pelo risco de contaminação por manipulação e porque é muito perecível. Opte pela versão mini”, sugere a nutricionista. Outras boas opções:

Melão: diurético.

Abacaxi: rico em bromelina, enzima que facilita a digestão.

Mamão: contém papaína, mais uma enzima digestiva.

Maçã, pera, ameixa ou pêssego: “Costumo sugerir fruta com casca comestível no lanche, para reduzir o índice glicêmico”, diz Andrezza.

Quanto: 3 porções por dia.

5 – Extrato de própolis: anti-inflamatório, tem ação antioxidante e bactericida. Quanto: de 15 a 20 gotas diluído em um pouco de água, à noite

6 – Vegetais verde-escuros

Couve, espinafre, rúcula, escarola, agrião. “Os verde-escuros são ricos em MSM (metil sulfanil metano) que é um medicamento natural para o fígado”, conta a nutricionista. Outras sugestões: a acelga é rica em cálcio. A rama da cenoura pode ser usada para temperar (como se fosse uma salsinha) ou no próprio suco verde. As folhas de brócolis também podem ser usadas no suco: são ricas em nutrientes desintoxicantes. Salsão e pepino são muito diuréticos.

Quanto: 1 prato de sobremesa por dia. Você também pode bater os legumes na centrífuga ou com um pouco de água no liquidificador e fazer cubinhos de gelo para por no suco.

Nos cardápios detox, Andrezza sugere o consumo de purês, cremes e sopas frias de vegetais à noite. “Esse é o horário do fígado na medicina tradicional chinesa, o órgão principal para a desintoxicação do organismo. Ficar sem mastigar após as 19 horas vai ajudar muito esse processo detox.” É simples assim: fazer uma sopa com bastante verduras e legumes e bater no liquidificador.

Se não gosta da textura dos purês ou cremes, uma opção comer legumes e verduras cozidas no jantar, para facilitar a digestão. E lembre-se de consumir outros tubérculos além da batata: inhame, batata-doce, cara, mandioca, mandioquinha.

Nos dias de detox é fundamental tirar os alimentos inflamatórios e que sobrecarregam  o organismo. São eles:

  • Embutidos (presunto, peito de peru, salsicha): contém excesso de sódio, o que faz reter líquidos
  • Fritura
  • Produtos industrializados ultraprocessados: biscoito, salgadinho de pacote, pão, macarrão, comida pronta congelada
  • Laticínios (inclusive os sem lactose, já que é ideia nesses dias é reduzir a gordura animal)
  • Carnes
  • Café
  • Bebidas alcoólicas, para “descansar” o fígado
  • Evitar açúcar e adoçantes

"A ideia nesses dias é priorizar alimentos in natura: frutas, verduras, grãos, tubérculos: comida de verdade com ingredientes frescos. Não ficar preso às calorias, mas focar nos nutrientes do alimento”, explica Andrezza.

Transpirar também é importante no processo de desintoxicação. Para quem gosta e tem acesso, a sauna é uma opção. Ou atividades aeróbicas em que você transpire, para eliminar toxinas pelos poros. E também fazer o intestino funcionar: isso vai ser natural nos dias de detox por conta da alimentação rica em fibras e dos chás. A atividade física também estimula o funcionamento do intestino.

Cardápio Detox

A nutricionista Andrezza Botelho sugere um cardápio que pode ser seguido por três a cinco dias para desintoxicar o organismo

ao acordar, em jejum

Shot antibarriga: 50 ml água de coco, 1 pitada de gengibre em pó, cúrcuma e pimenta caiena

café da manhã 

Suco verde: 150 ml de água de coco, 1 folha couve bem lavada (de preferência orgânica) e gengibre (pode acrescentar outra fruta)

1/2 papaia (ou melão, ou melancia) com 1 col. (sopa) de quinua em flocos, chia ou aveia

Se estiver com mais fome: 

1 tapioca (2 col. de sopa de goma) com chia, recheada com ovos mexido, ou homus, ou 1 banana assada com canela ou geleia de fruta sem açúcar

ou

batata-doce ou mandioca com um fio de azeite e uma pitada de sal

lanche

1 maçã, pera, ameixa ou pêssego (à tarde, que o intervalo entre refeições é maior, pode acrescentar lascas de coco, que dá saciedade)

1 xic de chá de casca de abacaxi

30 min antes do almoço

1 xíc. de chá de alecrim

almoço

– salada colorida, com folhas verde escuras e vegetais crus: rúcula, agrião, espinafre, cenoura, tomate, pepino, beterraba, salsão

– arroz integral com feijão (ou grão de bico, ou lentilha)

– legumes cozidos, refogados ou assados à vontade: abóbora, abobrinha, beringela, brócolis, couve-flor

  • 1 fatia de abacaxi
  • 1 xic de chá de hortelã

lanche da tarde

1 maçã, pera, ameixa ou pêssego (à tarde, que o intervalo entre refeições é maior, pode acrescentar lascas de coco, que dá saciedade)

ou

salada de frutas com limão ou chia (o limão reduz o índice glicêmico das frutas)

ou

tomate cereja ou cenoura baby temperadas com azeite e orégano

ou

guacamole ou homus com pão sueco ou torrada integral

1 xic. de chá de ervas

jantar

purê de legumes (abóbora, mandioquinha, inhame) ou sopas cremes de legumes variados ou legumes cozidos

ceia

1 fatia de abacate picado com gotas limão ou cacau em pó (para dar saciedade e estimular a produção de hormônio de crescimento)

1 xic. de chá de melissa (para aumentar a qualidade do sono)

Contenido Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo